24/9/20
 
 
Mulher que tricotou atrasos dos comboios vendeu cachecol por mais de sete mil euros

Mulher que tricotou atrasos dos comboios vendeu cachecol por mais de sete mil euros

Twitter Jornal i 17/01/2019 18:57

A compra terá sido feita pela empresa proprietária da companhia rodoviária numa tentativa de se redimir perante os passageiros

O cachecol que uma utente da linha de Munique, na Alemanha, fez com os atrasos dos comboios que apanha diariamente foi vendido, na passada segunda-feira, por 7.750 euros. O comprador terá sido a Deutsche Bahn, proprietária da companhia de transportes.

A cada viagem que fazia, a mulher tricotava uma fileira. A cor dependia do atraso do comboio: cinzento-escuro eram atrasos até cinco minutos, vermelho vivo implicava mais de meia hora de espera.

Os atrasos nos serviços ferroviários têm sido alvo de várias críticas, principalmente depois de a filha da passageira ter publicada a fotografia do cachecol que a mãe estava a fazer. A publicação tornou-se viral.

A peça acabou por ser vendida, segundo a Associated Press, à Deutsche Bahn, a proprietária da companhia de transportes. Esta decisão pode ter sido uma tentativa da empresa se redimir perante os passageiros.

Para além da compra do cachecol foi também anunciada, esta quinta-feira, a intenção de contratar 22 mil funcionários para responder aos problemas dos atrasos nas linhas ferroviárias.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×