16/9/19
 
 
Bombeiro deixa mensagem a bodyboarder desaparecido

Bombeiro deixa mensagem a bodyboarder desaparecido

João Girão Jornal i 17/01/2019 12:02

Elemento dos bombeiros que participou nas operações de busca utilizou as redes sociais para partilhar a sua indignação com o comportamento de Carlos Reis

O praticante de bodyboard, que voltou terça-feira para casa após ter estado desaparecido durante dez dias, teve de prestar depoimento às autoridades para explicar a sua ausência e, segundo o Correio da Manhã, arrisca-se mesmo a ter de pagar uma multa caso se prove que simulou o seu desaparecimento. Em causa está a operação “dispendiosa” nas buscas.

Na última quarta-feira, depois de ser noticiado que Carlos Reis havia regressado a casa são e salvo, um elemento dos bombeiros que participou nas operações de busca utilizou as redes sociais para partilhar a sua indignação.

“Fui surpreendido pela manhã por esta noticia e depois de a digerir gostava de dirigir algumas palavras ao Sr. Carlos Reis...o surfista, o mesmo que pelos vistos andou dez dias a "banhos" por outras águas. Meu caro era só para lhe agradecer por à sua conta nas primeiras quarenta e oito horas não ter ido a cama porque me encontrava a cumprir o meu horário normal à noite e de dia ia procurar sua excelência, por ter abdicado de parte das minhas folga  para ir procurar sua excelência, mais grave por, ter deixado em casa um familiar doente e a necessitar da minha ajuda, para ir procurar sua excelência”, começa por dizer o homem, que acrescenta ainda que “quem na praia” conhecia Carlos Reis “disse desde a primeira hora que seria este o final”.

“Foram desviados durante dias meios e pessoas onde possivelmente fizeram falta noutros locais, para ir procurar sua excelência que a dada altura da sua vida se lembrou de brincar com quem se preocupa com os outros (...) havia um pormenor que me intrigava, a esposa agia normalmente como sua excelência tivesse ir comprar pão e já voltava e o mais intrigante é que a família só esteve presente para assistir as buscas na parte da manha do primeiro dia”, acrescenta.

O profissional termina o ‘desabafo’ criticando a “despesa” que Carlos Reis causou.

“Para terminar quero-lhe dizer que apesar do seu ato, quando voltar acontecer novamente tal situação, mesmo que seja sua excelência, nós voltamos novamente para o terreno com o mesmo orgulho e dedicação… até um dia”, concluiu.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×