22/3/19
 
 
Alerta Infarmed. Proibida comercialização de teste rápido para diagnosticar VIH

Alerta Infarmed. Proibida comercialização de teste rápido para diagnosticar VIH

Bruno Gonçalves Jornal i 11/01/2019 17:06

O Infarmed adianta que não há registo da comercialização do produto em Portugal. Contudo, "atendendo a que existe livre circulação de produtos no espaço económico europeu", recomenda que "não seja adquirido nem utilizado"

O Infarmed referiu esta sexta-feira que é proibida a comercialização do teste rápido para o VIH NecLife One Step, depois da autoridade competente filandesa ter ordenado a recolha deste dispositivo.

Segundo a Autoridade Nacional do medicamento, em comunicado, a autoridade filandesa proibiu a comercialização e ordenou a recolha do dispositivo médico para diagnóstico 'in vitro' "NecLife One step Rapid Test for HIV I & II", do fabricante Nectar Lifesciences. Em causa está o facto de este não cumprir os requisitos da legislação aplicável.

O Infarmed adianta que não há registo da comercialização do produto em Portugal. Contudo, "atendendo a que existe livre circulação de produtos no espaço económico europeu", recomenda que "não seja adquirido nem utilizado, uma vez que a sua qualidade, segurança e desempenho não podem ser assegurados".

Numa outra nota, o Infarmed alertou ainda para a proibição da comercialização pela autoridade alemã de  'procedure packs' e 'kits' do fabricante Hamamed GmbH Herstellung & Vertrieb von Medizinprodukten.

O fabricante continuava a colocá-los no mercado, mesmo após a restirada dos respetivos certificados pelo organismo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×