22/9/19
 
 
Médico foi afastado pelo INEM após denúncia anónima. Fotos desmentem versão do profissional

Médico foi afastado pelo INEM após denúncia anónima. Fotos desmentem versão do profissional

Jornal i 09/01/2019 19:18

Recentemente foi noticiado que o INEM afastou o médico António Peças após receber uma carta anónima em que o profissional era acusado de trabalhar em simultâneo para o helicóptero do INEM e para o Hospital de Évora

A denuncia assinada por “um grupo de médicos do Hospital de Évora preocupados” surgiu depois de António Peças ter recusado, a 29 de outubro de 2017, um serviço de helicóptero, alegando estar doente. Contudo, a carta denuncia que o médico estava ao serviço através do Hospital de Évora, numa tourada.

De acordo com a SIC Notícias, esta quarta-feira, o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora decidiu abrir um inquérito ao caso.

Em declarações ao mesmo canal, António Peças garantiu que “não há nenhuma prova de irregularidades”.

No entanto, a estação de Carnaxide mostrou em reportagem que o médico estava na tourada quando disse que estava doente.

Também uma reportagem fotográfica feita pela página Toureio.pt., prova a presença do médico na tourada que decorreu em Évora, no mesmo dia, já que em três das imagens disponíveis, datadas de 29 de outubro de 2017, é possível ver António Peças junto à arena.

Desta forma, as imagens desmentem as declarações do profissional de saúde que afirmou, citado pelo Observador, que não tinha sido o médico oficial da corrida de touros e que apenas tinha passado na Arena de Évora antes do espectáculo para emitir o parecer de segurança, à falta do médico oficial que chegaria mais tarde. Ao acaso, nesse momento, o diretor da corrida queimou-se com a água do chuveiro e António Peças assistiu-o.

António Peças já foi afastado pelo INEM, mas só vai deixar de prestar serviços no dia em que termina o contrato de trabalho, em 1 de fevereiro.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×