23/1/19
 
 
Dinheiro a mais na aplicação da EMEL? Não é uma prenda, é um erro informático

Dinheiro a mais na aplicação da EMEL? Não é uma prenda, é um erro informático

Diana Tinoco Carolina Brás 08/01/2019 17:25

Fonte da EMEL afirmou ao jornal que o problema será resolvido até ao final do dia desta terça-feira

Ficou com mais dinheiro na conta da aplicação ePark durante o dia de ontem? Não é nenhuma oferta, tudo não passou de um erro informático que a empresa conta que hoje já esteja totalmente resolvido.

Um bug na aplicação da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) que gere o estacionamento em Lisboa - ePark - fez com que as contas de 14 mil clientes ficassem mais preenchidas. Em “valores diferentes”, cerca de 100 mil euros foram divididos entre as várias contas, explicou fonte da EMEL ao jornal i. 

Segundo a mesma fonte, depois do erro durante a rotina de confirmação dos saldos por parte da “casa de software que gere a aplicação”, os erros foram corrigidos em lotes de 500. A EMEL confessou ainda que tinha como objetivo que até ao final do dia de ontem o problema estivesse totalmente resolvido. 

Se faz parte do grupo de utilizadores que viram a sua conta crescer e usou o dinheiro extra sem se aperceber, a mesma fonte explicou que não será impedido de fazer nada e que esse mesmo dinheiro a mais será retirado no carregamento seguinte. Num dos casos a que o jornal i teve acesso, um utilizador desta aplicação teria um valor total de 6,54 euros na conta, sendo que no dia anterior ao problema “tinha só um euro e tal”. 

No entanto, a empresa afirma que o problema “não prejudicou ninguém”, mas ainda assim, como se trata de uma “aplicação que facilita a vida a muitas pessoas” qualquer erro preocupa a empresa.

Este problema não teve qualquer ligação com o prémio de cinco euros dado aos #Bem_Estacionados: iniciativa da EMEL que premiou as primeiras 20 mil pessoas que se inscreveram no site e não tiveram qualquer multa de estacionamento. 
A maioria dos utilizadores usam a app de smartphone, mas, no total, a EMEL possui na base dados cerca de 370 mil registos, que dizem respeito, não só ao ePark, mas também às bicicletas Gira e aos inscritos no próprio site. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×