21/1/19
 
 
Prisioneiros espancam até à morte líder de rede de pornografia infantil na cadeia

Prisioneiros espancam até à morte líder de rede de pornografia infantil na cadeia

Jornal i 07/01/2019 10:31

Homem encabeçava grupo que convencia adolescentes a paticarem atos sexuais ao vivo à frente de câmaras de webcams

Christian Maire foi condenado a cumprir 40 anos de prisão por encabeçar uma rede de pornografia infantil através da internet. Na sexta-feira passada foi espancado até à morte na cadeia de Milan, no Estado norte-americano do Michigan, onde estava preso.

O líder da rede de pornografia infantil foi atacado por um número indeterminado de presos, durante confrontos que terão servido para camuflar o crime que teria Christian Maire como alvo do homicídio.

O prisioneiro foi espancado, tendo ficado gravemente ferido, acabando por morrer no hospital, horas mais tarde.

Christian Maire, de 40 anos, casado e pai de dois filhos, foi condenado em dezembro, na sequência de uma investigação do FBI que o identificou como o líder de um grupo intitulado ‘The Bored Group’ (O Grupo dos Entediados), que convenceria adolescentes a praticarem atos sexuais à frente de webcams, cujos vídeos eram transmitidos na ‘net’. Mais de 100 jovens terão sido vítimas do esquema, que envolvia pelo menos outros oito homens.

Estes homens terão ainda manipulado algumas das vítimas para que se automanipulassem à frente das câmaras.

No dia em que Christian Maire conheceu a sua sentença de 40 anos, uma das vítimas, atualmente com 20 anos, ‘profetizou’ que este iria morrer na cadeia. “Ele vai viver o inferno e vai ser espancado”, disse a vítima, citada pelo Detroit News.

Os confrontos na cadeia de Milan, deixaram ainda mais quatro pessoas feridas, incluindo dois guardas prisionais. As autoridades estão a tratar a morte de Christian Maire como um como homicídio.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×