26/4/19
 
 
Vítor Rainho 28/12/2018
Vítor Rainho

vitor.rainho@newsplex.pt

Borba. Será que o Estado vai pagar o preço devido?

Há uns bons anos deram-me uma notícia que falava numa das maiores indemnizações que uma seguradora fora obrigada a pagar, no caso a acidentados de uma camioneta que transportava turistas belgas. Segundo rezava a mesma história, os peritos estrangeiros que foram ao local do acidente conseguiram provar que a sinalização de curva perigosa não estava à distância devida, assim como o relevo da estrada não era o correto. Não me recordo do valor mas sei que era muito, mas mesmo muito dinheiro.

Uns anos depois, aquando da queda da ponte de Entre-os-Rios, o Estado começou por oferecer 50 mil euros por cada vítima mortal, um preço simbólico se comparado com o tal acidente com turistas belgas.

A história serve apenas para recordar que quando há bons advogados metidos ao barulho tudo é diferente. Mesmo na tragédia de Entre-os-Rios, os familiares das vítimas acabaram por contratar um causídico que conseguiu mais uns milhares de euros, embora 15 anos depois da queda da ponte fossem muitos os familiares que confessaram que tinham perdido o apoio psicológico prometido pelas autoridades responsáveis.

Ontem ficou a saber-se que o governo decidiu indemnizar as famílias das vítimas de Borba, embora caiba agora à provedora de Justiça estipular a verba a atribuir. Não será o dinheiro que vai trazer de volta aqueles que morreram, mas o Estado tem a obrigação de compensar os familiares daqueles que partiram - que deveriam ser o sustento da mesma, além de que uma vida não tem preço.

Fez bem o governo em anunciar publicamente a indemnização, mesmo antes de se apurarem os culpados da tragédia. Se olharmos para o que se passava no país até há bem pouco tempo, percebemos facilmente que a pressão da opinião pública e, já agora, do Presidente da República, alterou e muito as regras do jogo. Resta também dizer que se não fosse a comunicação social a estar atenta ao caso, muito provavelmente os familiares das vítimas só receberiam o dinheiro daqui a uns bons anos.
 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×