25/8/19
 
 
INEM louva equipa que morreu no helicóptero

INEM louva equipa que morreu no helicóptero

Joaquim Gomes 24/12/2018 15:14

O INEM louvou a título póstumo a equipa de quatro elementos que morreu de helicóptero, no sábado do passado fim de semana, em Valongo, documento publicado hoje em Diário da República, um texto que reflete o ambiente de consternação que ainda se vive no seio do Instituto Nacional de Emergência Médica.

O louvor póstumo, assinado pelo presidente do Conselho Diretivo do INEM, Luís Meira, “honrando a memória” do médico Luis Enrique Garcia Vega, da enfermeira Daniela Alexandra Oliveira e Silva e dos pilotos João Manuel Sousa Vieira Lima e Luís Miguel Singéis Neto Rosindo, impõe-se, “por ser um ato de justiça, releva-se os seus méritos”.

“A abnegação e dedicação exemplares desta equipa na assistência médica a vítimas críticas em condições adversas deixou ao país um legado de inúmeras vidas salvas e protegidas”, destaca Luís Meira.

“As suas qualidades de caráter, lealdade, responsabilidade, espírito de sacrifício e sentido de missão deixaram marcas fortes na atividade de emergência médica pré-hospitalar e contribuíram para a eficiência, prestígio e cumprimento da missão do Instituto Nacional de Emergência Médica”, ainda de acordo com o presidente do INEM.

“O espírito de dedicação profissional e sentido de serviço público merecem a estima, o reconhecimento e deixam um rasto de profunda saudade, servindo de exemplo a todos os colaboradores do Instituto”, segundo enaltece Luís Meira.

“Lamentando a sua partida precoce, pretende-se fazer preservar, para futuro, o reconhecimento público das suas qualidades humanas e profissionais, assim como o agradecimento pelos serviços prestados ao país”, refere o mais alto responsável do INEM.

O presidente do INEM recorda que “em 15 de dezembro de 2018, a equipa que tripulava um helicóptero de emergência médica ao serviço do Instituto Nacional de Emergência Médica, I.P., composta por um médico, uma enfermeira, e dois pilotos, sofreu um acidente mortal na Serra de Santa Justa, concelho de Valongo”.

“O acidente aconteceu numa altura em que a equipa regressava à base do helicóptero, em Macedo de Cavaleiros, distrito de Bragança, no âmbito de uma missão de emergência médica de transporte de uma doente crítica para o Hospital de Santo António, no Porto”, assinala ainda Luís Meira.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×