13/11/19
 
 
O tremendo gesto de fair-play do Dínamo Kiev que deixou Paulo Fonseca emocionado

O tremendo gesto de fair-play do Dínamo Kiev que deixou Paulo Fonseca emocionado

Paulo Fonseca Instagram Jornal i 12/12/2018 18:29

O clube ucraniano esqueceu a rivalidade e emprestou o estádio ao Shakhtar Donetsk, que é atualmente orientado pelo português.

O Shakhtar Donetsk disputa esta noite diante do Lyon a última vaga dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões e o jogo decisivo vai acontecer na casa... do Dínamo Kiev, que é, por sinal, o grande rival do clube atualmente liderado pelo português Paulo Fonseca.

O emblema da capital ucraniana cedeu o seu estádio para este encontro já que o jogo não podia ser realizado em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, situada a pouco mais de 30 quilómetros da fronteira russa, onde foi recentemente instaurada a lei marcial, devido ao conflito entre Ucrânia e Rússia.

"Quero agradecer à cidade de Kiev pela oportunidade de jogarmos aqui. E fazer um agradecimento muito especial ao Dínamo e ao seu presidente. O que está a acontecer aqui, não sei se têm essa noção, mas é algo que acho que acontece pela primeira vez: jogamos em casa do nosso grande rival e temos o presidente do Dínamo a apelar para que os ucranianos venham apoiar o Shakhtar. É algo que me marcou imenso e é um exemplo de grandeza do povo ucraniano", reconheceu o treinador português na conferência de imprensa.

"A Ucrânia demonstra que o futebol é um espaço de paz e aproveita uma oportunidade de demonstrar a grandeza deste povo. Não posso deixar de ficar extremamente sensibilizado e de dizer que, na Ucrânia, estamos a dar um exemplo de paz ao mundo. O meu muito obrigado sincero ao Dínamo e ao seu presidente", continuou Paulo Fonseca.

"Ainda mais orgulhoso da equipa"

De referir que o treinador português já tinha falado sobre a situação e mostrou-se "ainda mais orgulhoso" da sua equipa, que não tem colocado em causa o seu rendimento apesar das distâncias percorridas.

De notar ainda que o facto de o plantel estar a jogar em Kharkiv já era recurso uma vez que o Shakhtar não joga em Donetsk há vários meses devido à guerra civil que se vive no país.

"Sabia que viajamos mais de 13.000 km em novembro? ✈️🌍 Como não podemos jogar em casa, em Donetsk, todos os jogos são fora. Isso significa que estou ainda mais orgulhoso da nossa equipa, de estar em primeiro lugar no campeonato e também ter a chance de se qualificar para a próxima fase da Liga dos Campeões", escreveu o ténico português nas redes sociais. 

O Shakhtar lidera atualmente o campeonato ucraniano com 45 pontos, mais sete pontos que o... Dínamo de Kiev.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Did you know we traveled over 13,000 kms in November?✈️🌍 Since we cannot play at home in Donetsk, every game is an away game. It means I am even more proud of our team to be first in the league and also have a chance to qualify for the next round of the @championsleague 💪🏼⚽⚒ #shakhtar #travel #ontheroad #team ⠀ Знаете ли вы, что мы пролетели более 13 000 км в ноябре?✈️🌍 С тех пор, как мы не можем играть дома в Донецке, каждая игра - это игра на выезде. Это значит, что я еще больше горжусь тем, что наша команда на первом месте в Чемпионате, а также имеет возможность претендовать на следующий раунд в @championsleague 💪🏼⚽⚒

A post shared by Paulo Fonseca (@paulofonseca_oficial) on

 

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×