16/12/18
 
 
Nem o futebol resiste aos coletes amarelos

Nem o futebol resiste aos coletes amarelos

Franck Fife / AFP Bruno Venâncio 07/12/2018 11:02

O anúncio das manifestações marcadas para este fim de semana (e o receio de situações de violência que daí possam surgir) levou a liga gaulesa a adiar - para já - cinco partidas

O clima de insegurança que alastra por território francês por estes dias, motivado no princípio pela subida do preço dos combustíveis, acabou por conhecer repercussões também no futebol. As manifestações convocadas pelos coletes amarelos para sábado (ver página 10), com especial incidência em Paris, mas que se irão espalhar por várias outras cidades, levaram a liga francesa a adiar, para já, cinco partidas: Mónaco-Nice (esta sexta-feira), PSG-Montpellier, Toulouse-Lyon e Angers-Bordéus (sábado) e ainda o Saint-Étienne-Marselha (domingo).

O duelo entre os parisienses e o atual terceiro classificado da Ligue 1 foi o primeiro a ser adiado, logo na quarta-feira, no caso mesmo a pedido da polícia de Paris, numa medida encarada como precaução para os eventuais focos de violência que podem surgir das manifestações na capital francesa e que poderão obrigar a uma grande mobilização de força policial. Os adiamentos dos restantes encontros sucederam-se depois, justificados pelo mesmo motivo - a direção do Angers, clube situado na zona oeste de França, lembrou que estão previstas numerosas manifestações na região, as quais requerem uma significativa mobilização policial.

A liga francesa tem agora prevista uma reunião com os clubes citados para fixar novas datas para os jogos da 17.ª jornada, num campeonato que parece resolvido há várias semanas no que à luta pelo título diz respeito. Ainda assim, o PSG, que até há duas rondas somava 14 vitórias noutros tantos jogos, vai agora dando sinais de um ligeiro abrandamento: concedeu dois empates consecutivos, nas visitas aos terrenos de Bordéus (2-2) e Estrasburgo (1-1). Este adiamento acaba por surgir em excelente altura para os milionários de Paris, que assim poderão poupar os seus principais atletas para o decisivo jogo de terça-feira, que vale o apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões: o PSG vai à Sérvia defrontar o Estrela Vermelha e precisa de conseguir um bom resultado para não depender do que se passar no Liverpool-Nápoles.

cimeira lusa em turim Em Itália, as grandes emoções acontecem logo na abertura da ronda, já esta sexta-feira, com a Juventus de João Cancelo e Cristiano Ronaldo a receber o Inter de Milão, de João Mário. A vecchia signora lidera mais uma vez de forma tranquila, com oito pontos de vantagem sobre o Nápoles e nove em relação aos nerazzurri, que têm aqui uma oportunidade de ouro para reduzir a distância pontual - ou, pelo menos, impedir que esta se avolume ainda mais.

Na Premier League, o jogo grande acontece mais uma vez em Londres, com o Chelsea a receber o Manchester City. A surpreendente derrota no terreno do “português” Wolves deixou os blues a dez pontos dos citizens, pelo que novo desaire em Stamford Bridge constituiria rude golpe nas aspirações dos homens de Maurizio Sarri. O City, por seu lado, também não pode facilitar, pois o Liverpool continua a apenas dois pontos.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×