16/9/19
 
 
Borba. "Atirei-me ao chão com os meus colegas e pensei ‘já fui’"

Borba. "Atirei-me ao chão com os meus colegas e pensei ‘já fui’"

Jornal i 28/11/2018 20:08

Estavam mais trabalhadores na pedreira no momento em que Gualdino Pita e João Xavier foram atingidos

Estavam mais operários na pedreira no momento que a Estrada Nacional 255 colapsou em Borba, escreve o Correio da Manhã.

No momento em que Gualdino Pita e João Xavier, trabalhadores da pedreira que estavam junto a uma máquina giratória, foram atingidos pelas toneladas de terra arrastada para a pedreira, estavam no local mais oito operários que fugiram no momento do colapso.

"Fujam, fujam", gritaram os sobreviventes, que foram ouvidos pelas autoridades, para alertar os colegas que perderam a vida.

De acordo com os trabalhadores, citado pelo CM, João Xavier, uma das vítimas, correu para tentar salvar a máquina, mas a decisão custou-lhe a vida.

"Foi tudo muito rápido. As primeiras pedras eram enormes e caíram na água da pedreira desativada, provocando uma onda gigante que caiu em cima de nós. Atirei-me ao chão com os meus colegas e pensei ‘já fui’. Quando abri os olhos, eles tinham desaparecido", contou.

“São momentos muito difíceis, de luto. Vai ser difícil esquecer a imagem do meu colega que morreu e cujo corpo foi encontrado em posição fetal", relatou um dos sobreviventes com lágrimas nos olhos.

As operações de resgate continuam para encontrar as três vítimas que iam na estrada no momento do colapso.



 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×