4/4/20
 
 
Crianças diagnosticadas com sarampo não estavam vacinadas

Crianças diagnosticadas com sarampo não estavam vacinadas

Dreamstime Jornal i 23/11/2018 13:24

O surto que surgiu em Oeiras e Cascais já infetou 18 pessoas

As duas crianças diagnosticadas com sarampo não tinham sido vacinadas, revela a diretora-geral de Saúde.“Uma das crianças destes surtos tinha 13 meses e ainda não tinha feito a primeira dose [recomendada aos 12 meses]. Se tivesse, provavelmente não contraía sarampo ou teria uma doença ligeira", disse esta sexta-feira Graça Freitas, citada pela Lusa. A segunda criança “estava a iniciar a idade para ser vacinada", acrescenta a diretora-geral de Saúde reforçando que “não se deve atrasar a vacinação das crianças”.

Esta quinta-feira, pelas 19h00, tinham sido diagnosticados 18 casos resultantes de dois surtos na Região de Lisboa e Vale do Tejo. 15 deles estão confirmados laboratorialmente. No caso do surto de Oeiras os infetados são “todos adultos e estão todos bem”, em Cascais “também estão todos bem”, incluindo as duas crianças diagnosticadas.

A origem do surto surgiu em adultos que "vieram de outros países sem nenhuma vacinação e transmitiram a doença a dois tipos de pessoas em relação à vacinação: as que tiveram o sarampo habitual e não tinham vacinas e a algumas pessoas, sobretudo profissionais de saúde, que estavam vacinadas", explica a diretora-geral de Saúde.

Quem for vacinado, mesmo contraindo a doença tem um “sarampo modificado”, ou seja “não é a doença exuberante e habitual”, acrescenta Graça Freitas. "É uma doença muito mais ligeira que tem uma grande vantagem, não contagia, à partida, outras pessoas e acaba ali uma cadeia de transmissão.”

A diretora-geral de Saúde acentuou a necessidade da vacinação porque mesmo que o vírus não circule em Portugal, “não há fronteiras para as pessoas nem para os vírus”. "Vacinar é a primeira medida de proteção contra o sarampo, uma doença que habitualmente evolui bem, mas que pode dar complicações como uma pneumonia, uma encefalite, pode ser uma doença grave, Às vezes até origina morte", reforçou.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×