18/11/19
 
 
Universidade de Coimbra castiga dezenas de estudantes por copiarem

Universidade de Coimbra castiga dezenas de estudantes por copiarem

Jornal i 22/11/2018 14:36

Alunos podem ser expulsos e ficar proibidos de voltarem a inscrever-se durante cinco anos

A Universidade de Coimbra castigou 77 alunos, 19 deles por plágio e 58 por fraude. Dois estudantes ficaram mesmo proibidos de frequentar a instituição entre um a cinco anos.

A instituição académica referiu, através de comunicado, que o combate ao ‘copianço’, ao plágio e à fraude intensificou-se depois do ano letivo 2012-2013, quando o Regulamento Disciplinar dos Estudantes da Universidade de Coimbra entrou em vigor, apertando as regras e agravando as sanções, pois até então não havia enquadramento neste sentido.

Infrações como a "utilização de práticas de plágio, obtenção fraudulenta de enunciado de prova, substituição e obtenção fraudulenta de respostas, simulação de identidade pessoal ou falsificação de pastas e enunciados" são punidas com penas que podem ir da mera advertência à interdição de frequentar a Universidade, por um período até cinco anos.

Desde a entrada em vigor do regulamento até ao ano letivo passado foram punidos 77 estudantes, 58 dos casos foram de fraude, 37 desse alunos foram acusados de cópia, 16 de posse de elementos eletrónicos, dois de "simulação de identidade", dois de "falsificação de documento" e um de "associação de nome a trabalho alheio".

A maior parte destes alunos tiveram como sanção a suspensão temporária das atividades escolares, por períodos entre 30 e 150 dias, por uma ou duas épocas de avaliação.

No entanto, dois estudantes receberam a sanção mais gravosa, tendo ficado proibidos de frequentarem a instituição entre um a cinco anos.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×