24/9/20
 
 
Cinco mortos em Sabrosa por intoxicação

Cinco mortos em Sabrosa por intoxicação

Jornal i 18/11/2018 17:46

Cinco pessoas morreram em Sabrosa, perto de Vila Real

 

Cinco pessoas morreram na sequência de uma possível intoxicação por monóxido de carbono na povoação de Fermentões, concelho de Sabrosa, perto de Vila Real. O alerta foi dado pouco depois das 16h30 por familiares e a primeira informação que a GNR de Vila Real recebeu foi que estava “um odor a gasolina” no local onde foram encontrados os corpos. 


As vítimas são pai, mãe, tio e duas filhas, com nove e 14 anos, e terão morrido durante a madrugada de sábado para domingo, embora só tenham sido descobertos a meio da tarde deste domingo. Segundo as declarações do Comandante José Barros à SIC Notícias, “os corpos estão em rigidez cadavérica, o que significa que faleceram há já algumas horas”, acrescentando que foram encontradas nos quartos e na sala/cozinha. Os corpos ainda estão dentro de casa. 


Até agora não se coloca de parte a possibilidade de ser uma intoxicação de outro género, ficando a dúvida se terá sido por monóxido de carbono ou por intoxicação alimentar provocada pela ingestão de cogumelos. Como afirmou o Comandante, “são apenas suposições, não há certezas”. A tese que a Polícia Judiciária de Vila Real está a privilegiar, e que o INEM confirmou, é que terá sido mesmo pela inalação de monóxido de carbono. Também o Instituo Nacional de Emergência Médica avançou que a causa da intoxicação foi a inalação de monóxido de carbono. No entanto, a natureza do acidente só será confirmada depois de ser realizada a autópsia dos corpos.


De acordo com os bombeiros, a casa onde foi encontrada a família está em obras e tem poucas condições. Ainda sem janelas e sem partes do telhado, a casa também não tinha energia elétrica. Além de estar a ser alimentada por um gerador colocado dentro de casa, existe também uma salamandra que poderá ser a causa da morte. Trata-se de uma segunda habitação onde a família ia esporadicamente, já que o casal era caseiro numa quinta no Douro. 


No local estão as equipas dos Bombeiros de Sabrosa e a GNR, num total de 23 operacionais e 12 veículos de apoio, segundo informação dada pela Proteção Civil na sua página da internet. A casa foi isolada e a PJ de Vila Real está no local para recolher indícios e para, posteriormente, os corpos serem transportados para o Instituto de Vila Real ou do Porto. 


O presidente da Câmara de Sabrosa referiu aos jornalistas que se encontram no local que “a situação fez tudo, não houve manobras, não houve salvamento, não houve nada. A situação é muito difícil. É uma desgraça para a família, para a povoação e para o município”. 


À família e amigos das vítimas está a ser prestado apoio psicológico pelas equipas do INEM e da autarquia num espaço da Junta de Freguesia. 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×