15/12/18
 
 
Quando o beijo técnico é um frete para os atores

Quando o beijo técnico é um frete para os atores

DR Jornal i 17/11/2018 12:42

Há vários filmes que são clássicos do romace, vários atores que protagonizam os casais perfeitos. No entanto, a experiência que o espetador teve a ver o filme pode ter sido bem diferente da dos atores a fazê-lo

A realidade e a ficção muitas vezes não coincidem. Apesar de haver vários atores que acabam por assumir relações depois de trabalharem juntos existe também o contrário em que a química do ecrã é bem diferente da vida real.

O intemporal Dirty Dancing (1988) é um exemplo disso. No filme o casal interpretado por Patrick Swazy e Jennifer Grey vive um amor proibido, mas na vida real os dois atores não se falavam.

Também no romance O Diário da Nossa Paixão, Ryan Gosling e Rachel McAdams odiavam-se no início das gravações, contou ao canal VH1 o realizador Nick Cassavetes. Os dois foram vistos várias vezes a discutir aos gritos mas o romance da história acabou por os envolver e, o Ryan Gosling e Rachel McAdams chegaram mesmo a namorar durante três anos.

E se sempre imaginou beijar Brad Pitt, fique a saber que há quem não tenha gostado. No filme Entrevista com o Vampiro (1994), a jovem atriz Kritsten Dunst, que tinha apenas 11 anos, admitiu, à publicação britânica Psychologies, que foi “nojento” beijar um homem 20 anos mais velho do que ela. Também Brad Pitt chegou a dizer que o filme “foi um das piores experiências” da sua vida.

O casal mais adorado da saga Harry Potter entra também aqui com o beijo mais esperado para os fãs e “surreal” para os atores. Rupert Grint confessou à revista People que beijar Emma Watson não foi uma boa experiência. “Eu conheço a Ema desde os seus nove anos de idade e sempre tivemos uma relação de irmão e irmã. Aquilo foi muito surreal”, disse o ator.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×