16/12/18
 
 
Padrasto que agrediu criança causou-lhe “dores e hematoma”, acusa MP

Padrasto que agrediu criança causou-lhe “dores e hematoma”, acusa MP

Facebook Jornal i 12/11/2018 17:45

Através de uma nota publicada na Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa esta segunda-feira, o Ministério Público (MP) dá conta de que o padrasto que agrediu o seu enteado, em setembro deste ano, em São João dos Montes, vai a julgamento, onde irá responder pela prática de um crime de violência doméstica.

O Ministério Público indica que o homem 33 anos, agrediu a criança que se encontrava ao seu cuidado, com "uma violenta chapada", tendo-lhe causado "dores e hematoma". Tal situação, diz o MP, configura uma violação dos "deveres de proteção e cuidado que lhe incumbiam e indiferente à especial vulnerabilidade da criança"

De acordo com o MP, a agressão “terá causado necessariamente sofrimento físico e psíquico” à criança de apenas 17 meses, tendo o padrasto violado "os deveres de proteção e cuidado que lhe incumbiam e indiferente à especial vulnerabilidade da criança", lê-se na mesma nota. 

Neste momento, o arguido encontra-se sujeito a obrigações decorrentes do Termo de Identidade e Residência, tendo o MP desencadeado os mecanismos destinados à promoção e proteção dos direitos do menor junto da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens competente.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×