15/11/18
 
 
Ex-primeira-dama das Filipinas enfrenta 77 anos de prisão

Ex-primeira-dama das Filipinas enfrenta 77 anos de prisão

Ted Aljibe / AFP Jornal i 09/11/2018 09:22

Em causa estão as transferências para uma conta na Suíça de mais de 180 milhões de euros

A antiga primeira-dama das Filipinas enfrenta agora um mandado de detenção, emitido pelo tribunal esta sexta-feira. Imelda Marcos, mulher do ditador Ferdinand Marcos, enfrenta sete crimes de corrupção durante as duas décadas em que o marido governou o país.

Em causa está uma pena que pode ir de seis a 11 anos por cada um dos sete crimes pelos quais está a ser acusada. Ou seja, seriam, no máximo, 77 anos de prisão. As autoridades acreditam que Imelda Marcos tirou 180 milhões de euros para contas bancárias na Suíça enquanto foi governadora de Manila.

Apesar de ter sido decretada a sua detenção, Imelda Marcos, de 89 anos, ainda pode recorrer da decisão, o que significa que pode não ser detida de imediato. A ex-primeira-dama poderá ainda recorrer ao Supremo Tribunal das Filipinas ou pagar uma fiança.

Imelda Marcos é conhecida pela sua vida de luxo enquanto primeira-dama das Filipinas. Apesar das joias e roupas serem das marcas mais caras, era a sua sapatos que fez com que Imelda Marcos se distinguisse. A primeira-dama tem a maior coleção de sapatos do mundo, estimando-se que tenha cerca de três mil pares.

Durante a governação do Ferdinand Marcos, Imelda ajudou o marido a estabelecer uma ditadura sangrenta que matou milhares de opositores.

Rodrigo Duterte, atual presidente das Filipinas e também acusado por muitos de ser autoritário, é um admirador do legado de Marcos mas já afirmou que vai “respeitar a decisão do tribunal”.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×