26/5/20
 
 
Funcionária acusa cliente de usar nota falsa e Primark vai ter de pagar indemnização

Funcionária acusa cliente de usar nota falsa e Primark vai ter de pagar indemnização

Dreamstime Jornal i 29/10/2018 18:53

O cliente pediu uma indemnização de 24 mil euros por ter sido humilhado à frente da família e das restantes pessoas

Depois da Primark ter acusado um cliente de estar a pagar com uma nota falsa, o tribunal de Gondomar condenou a loja de roupa a pagar uma indemnização.

O caso remonta a 2015, quando um cliente tentou pagar com uma nota de 50 euros as suas compras na Primark do Parque Nascente, em Rio Tinto. Uma funcionária acusou-o de estar a pagar com uma nota falsa, depois de a ter passado por um detetor, mas, no entanto, a nota era verdadeira.

O cliente diz ter sido humilhado à frente da família e de outras pessoas que estavam também na loja. Por isso, segundo o Jornal de Notícias, o cliente pedia uma indemnização de 24 mil euros pela humilhação e danos que sofreu por ter sido detido em frente aos filhos.

À PSP, o cliente explicou que tinha recebido quatro notas de 50 euros nesse dia, devido a um trabalho que tinha feito, e entregou-as à polícia para perícia. Depois de ter sido analisada pela Polícia Judiciária e pelo Banco de Portugal, dicou provado que a nota era verdadeira.

Depois de ter sido comprovada a sua inocência, o cliente decidiu avançar com uma ação declarativa contra a Primark, exigindo o pagamento de uma indemnização de 24 mil euros. Apesar do Tribunal de Gondomar ter dado razão ao cliente, o valor da indemnização foi fixado em 1.500 euros. O cliente decidiu recorrer da decisão.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×