20/11/19
 
 
Centenas de crianças-soldado libertadas do grupo jihadista na Nigéria

Centenas de crianças-soldado libertadas do grupo jihadista na Nigéria

Florian Plaucheur / AFP Jornal i 12/10/2018 23:10

O grupo Civilian Joint Task fez um compromisso com a ONU para libertar as crianças escravizadas por forças militares

833 crianças-soldado foram libertadas do grupo jihadista Boko Haram por um grupo de segurança local da Nigéria, anunciou esta sexta-feira a Unicef.

A operação foi levada a cabo pela Civilian Joint Task Force (Força Civil Conjunta) que em setembro de 2017 se comprometeu com a ONU não recrutar ou utilizar crianças e a libertar os menores que se encontrem sobe as suas ordens. Esta foi a primeira ação formal de libertação de crianças.

“É uma etapa importante na luta contra o recrutamento e utilização de crianças, mas muitas outras continuam a integrar as fileiras de outros grupos armados, seja em combate ou em apoio”, disse PErnille Ironside, representante adjunta da Unicef na Nigéria que pelo “a todas as partes que cessem o recrutamento de crianças e que as deixem ser crianças”.

Segundo dados da Unicef existe 1.469 crianças – sendo a grande maioria (1.175) rapazes – que estão associados à Civilian Joint Task. A organização foi formada em 2013 com o objetivo de combater o terrorismo na Nigéria, em particular contra os ataques de Boko Haram. O grupo jihadista é responsável pela morte de pelo menos 20 mil pessoas desde 2009.

Pelo menos 3.900 crianças morreram e 7.300 ficaram feridas no nordeste da Niguéria entre janeiro de 2013 e dezembro de 2016. Os ataques à escola, os sequestros e o recrutamento forçado são as principais causas de morte das crianças.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×