16/12/18
 
 
Aproxima-se o fim a nível mundial dos testes em animais

Aproxima-se o fim a nível mundial dos testes em animais

Jornal i 12/10/2018 11:55

Até ao momento, situa-se em 80% a percentagem de países que não considera os testes em animais ilegais.

O fim dos testes de cosméticos em animais tem sido uma constante, sobretudo por parte de marcas ‘cruelty free’ (livres de crueldade). Apesar de estes testes não serem permitidos na União Europeia, há marcas que continuam a testar os seus produtos lá fora, como por exemplo na China, país onde nenhum produto é vendido sem antes ser testado nos animais. Até ao momento, situa-se em 80% a percentagem de países que não considera os testes em animais ilegais.

Mas no dia Internacional do Animal, no passado dia 4 de outubro, a Cruelty Free Internacional, conjuntamente com a marca The Body Shop, entregou na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, 8.3 milhões de assinaturas contra os testes de cosméticos em animais, com o objetivo de banir os mesmos em todo o mundo.

O número, conseguido em apenas cinco meses, é um recorde e conta com assinaturas de pessoas de todo o mundo.

"Em apenas 15 meses mais de oito milhões de pessoas assinaram os seus nomes reconhecendo que os testes de cosméticos em animais estão ultrapassados, são cruéis e desnecessários", afirmou David Boynton, CEO da The Body Shop.

As empresas esperam agora que seja criado um acordo global que defenda os direitos reivindicados sobre as empresas que produzem e comercializam os produtos de beleza e cosmética.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×