18/10/18
 
 
Advogados de Mayorga recorrem ao MP e à Polícia Municipal de Lisboa

Advogados de Mayorga recorrem ao MP e à Polícia Municipal de Lisboa

AFP Jornal i 11/10/2018 23:33

Defesa da norte-americana que acusa Cristiano Ronaldo de violação pretende saber se o internacional português também infringiu leis locais.

A defesa de Kathryn Mayorga revelou, esta quinta-feira, que enviou a 18 entidades judiciais de vários países os documentos que dizem respeito ao processo para apurar se o jogador português violou – ou não - as leis locais.

Segundo os advogados, entre as entidades estão o Ministério Público português, a Ordem dos Advogados e a Polícia Municipal de Lisboa.

Através de um email enviado à comunicação social de vários países, o advogado da norte-americana, Leslie Stovall, referiu que enviou cópias das cartas inicialmente entregues às autoridades de Las Vegas e a reprodução da ação civil contra Cristiano Ronaldo, em que este é acusado da prática de 11 crimes.

O advogado explica que o envio foi pedido a todos os remetentes que, com base na informação que se encontra nos documentos do Football Leaks, apurassem se o internacional português ou algu+em relacionado com o jogador violou alguma regra em vigor.

Ronaldo ou alguém ligado a ele violou a lei em vigor nas suas jurisdições.

A defesa de Mayorga indica que “qualquer documento ou informação na posse de Cristiano Ronaldo deve ser imediatamente enviada para as entidades judiciais e para os escritórios da Stovall & Associates de modo a acelerar a investigação e a resolução das alegadas discrepâncias nos documentos do Football Leaks”.

A decisão dos advogados de Mayorga foi tomada depois de nesta quarta-feira o advogado de Ronaldo ter emitido uma nota onde se afirma que os documentos “que supostamente contêm declarações do Sr. Ronaldo e foram reproduzidos nos media são puras invenções”.

A afirmação diz respeito aos documentos divulgados pela revista Der Spiegel.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×