16/12/18
 
 
Bruno de Carvalho foi prestar declarações ao DCIAP

Bruno de Carvalho foi prestar declarações ao DCIAP

Miguel Silva Jornal i 11/10/2018 11:32

Ex-presidente leonino quer esclarecer os casos que o envolvem

O antigo dirigente do Sporting Bruno de Carvalho foi ao DCIAP, de forma voluntária para prestar declarações sobre o ataque em Alcochete, mas acabou por ser encaminhado para o DIAP, que é quem tem o processo

Bruno de Carvalho estará a prestar declarações no âmbito do processo ao ataque à Academia do Sporting em Alcochete, a 15 de maio.

Fonte da defesa de Bruno de Carvalho disse ao Record que o antigo dirigente terá ido prestar declarações por iniciativa própria.

A mesma fonte adiantou que o ex-presidente quer ver esclarecidos os casos que têm envolvido o seu nome.

Bruno de Carvalho quis prestar declarações apenas um dia após um funcionário do Sporting ter sido ouvido em primeiro inquérito judicial, no âmbito do mesmo processo. Bruno Jacinto ficou em prisão preventiva.

Bruno Jacinto, que na altura do ataque em Alcochete era oficial de ligação aos adeptos, está indiciado pela prática, em coautoria, de mais de 20 crimes de ameaça agravada, 12 crimes de ofensa à integridade, 20 crimes de sequestro e um crime de terrorismo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×