13/11/19
 
 
Escócia. Milhares de pessoas nas ruas pedem a separação com Londres

Escócia. Milhares de pessoas nas ruas pedem a separação com Londres

AFP Jornal i 07/10/2018 21:15

A seis meses do Brexit, 100 mil pessoas pediram um novo referendo a favor da independência

As ruas de Edimburgo, capital da Escócia, foram invadidas este sábado por manifestantes que pediram a independência do país do Reino Unido. De acordo com a organização da manifestação, a plataforma “All Under one Banner” (“Todos debaixo da mesma bandeira”), mais de 100 mil pessoas participaram na marcha pela capital, sendo esta a “maior e mais ousada” manifestação pela independência na história da Escócia. Os manifestantes partiram do Royal Mile e terminaram junto ao parlamento escocês, onde se concentraram para ouvir as palavras de vários membros do Partido Nacionalista Escocês (SNP), que começou este domingo o seu congresso anual em Glasgow. 

“Independência. Quando a queremos? Agora!”. Estas eram algumas das muitas palavras de ordem de quem pedia um segundo referendo para a separação de Londres. Em setembro de 2014, a Escócia votou um primeiro referendo, que obteve 55% de votos a favor de manter os laços com o Reino Unido e 45% a favor da separação. No entanto, Edimburgo tem vindo a alterar a sua posição, motivada pela vitória do Brexit em 2016, em que a Escócia votou maioritariamente a favor da permanência do Reino Unido na União Europeia. Sobre este assunto, a primeira-ministra Nicola Sturgeon, do SNP, admitiu a possibilidade de um novo referendo sobre a independência entre o final deste ano e o inicio de 2019, com a Escócia em desacordo constante com a liderança conservadora do Reino Unido. 

No congresso anual do SNP, Sturgeon assumiu que os deputados do Partido Nacional Escocês apoiam um segundo referendo e sublinhou ainda que não poderia imaginar uma votação por qualquer acordo do Brexit que não incluísse a adesão ao mercado único. “É claro que gostaríamos de falar com as pessoas e garantir que a Escócia não fica na mesma posição novamente, onde votamos para permanecer na União Europeia, mas estamos perante a saída contra a nossa vontade”, disse Sturgeon à BBC.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×