11/12/19
 
 
Marinha abre processos disciplinares a militares devido a queda de caixa de munições

Marinha abre processos disciplinares a militares devido a queda de caixa de munições

Jornal i 04/10/2018 15:22

Caixa com mil munições caiu na via pública

A Marinha revelou esta quinta-feira que abriu processos disciplinares aos militares - que estavam responsáveis pelo transporte de munições - devido à queda da caixa com mil munições na via pública.

O porta-voz da autoridade, Fernando Fonseca, disse à Lusa, que durante a investigação ao incidente identificaram “matéria que indicava que o não cumprimento de deveres militares” ligados ao transporte das munições. O que levou à abertura de processos disciplinares “a alguns militares” que estavam responsáveis pelo transporte.

Os militares têm agora dez dias – a partir de hoje – para se pronunciarem sobre a acusação de que estão a ser alvo.

Também o Ministério Público abriu um inquérito para investigar a queda da caixa de munições.

As munições, que vinham da última missão dos fuzileiros portugueses na Lituânia, estavam a ser transportadas para a Escola de Fuzileiros, no Barreiro, Setúbal, quando a caixa caiu.

Segundo o comunicado da Marinha, enviado à Lusa, a caixa caiu da viatura em que estava a ser transportada sem que a equipa se apercebesse do sucedido.

A Marinha decidiu abrir um inquérito interno porque, segundo conclusões preliminares, as munições terão caído inadvertidamente durante o percurso.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×