21/9/19
 
 
Dois cães foram oferecidos por Kim Jong-Un à Coreia do Sul como prova de amizade

Dois cães foram oferecidos por Kim Jong-Un à Coreia do Sul como prova de amizade

AFP Jornal i 01/10/2018 15:50

Os dois animais são mais uma prova de que as relações entre as duas coreias está a melhorar

Kim Jong-Un decidiu oferecer dois Pungsans – cães de caça coreanos – ao presidente sul-coreano Moon Jae-In como forma de reforçar as boas relações entre os dois países.

Songgang e Gomi foram levados para a zona desmilitarizada entre as coreias na passada quinta-feira.

A prenda, segundo a casa oficial do governo sul coreano (Blue House), foi sugerida por Kim e a mulher, Ri Sol Ju, durante o jantar em Pyongyang quando o Moo Jae-in visitou a parte norte da península.

A oferenda de cães tem sido um símbolo da cooperação entre as duas coreias. Em 2000 Kim Jong-Il ofereceu dois Pungsans – Uri e Duri – a Kim Dae-jung, que lhe retribuiu a prenda com dois Jindo dogs – Peace e Reunification. Os animais foram transferidos para o jardim zoológico de Seoul para que “todos os visitantes os pudessem adorar”, cita a Yonhap News Agency.

Songgang e Gomi irão viver na Blue House, juntamente como os restantes animais de Moon Jae-In, Tory e Jjing-Jjing – um cão e um gato resgatados – e os Meru, um Pungsan que faz parte da família do presidente sul coreano há muitos anos.

As relações entre Moon Jae-In e Kim Jong-Un têm vindo a melhorar desde a cimeira que juntou os dois países. Esta segunda-feira foi dado um novo passo no caminho da desmilitarização do terreno que une os dois países com uma operação conjunta que pretende retirar as minas terrestres dos terrenos fronteiriços.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×