25/8/19
 
 
Turquia. Quaresma no clube dos 100... de trivela, pois claro (com vídeo)

Turquia. Quaresma no clube dos 100... de trivela, pois claro (com vídeo)

Bruno Venâncio 30/09/2018 19:03

O genial jogador português apontou o centésimo golo da carreira a nível de clubes com o gesto característico e selou o triunfo do Besiktas, que segue a um ponto do Galatasaray

Se há futebolistas que deixam um legado eterno na modalidade, Ricardo Quaresma será sempre um deles. É certo que o extremo português não inventou nada – inesquecíveis, por exemplo, os cruzamentos teleguiados de Drulovic no FC Porto e no Benfica com a parte de fora do pé –, mas foi ele a celebrizar a nível mundial, ainda para mais na era das redes sociais e dos vídeos virais, os golos e os passes de trivela.

Foi esse gesto, tão característico, que um dia lhe valeu a alcunha de Harry Potter. Foi esse toque de virtuosismo tão próprio que lhe valeu o prémio de melhor golo da liga turca na época passada ou a nomeação para o prémio Puskás pelo sensacional tento frente ao Irão, no último Mundial.

 

 

E foi precisamente assim, com uma trivela das suas, que Quaresma apontou este sábado o golo 100 da carreira a nível de clubes: três dias depois de completar 35 anos, e já após ter assistido Vágner Love para o 1-0 sobre o Kayserispor, na sétima jornada do campeonato, o internacional luso aproveitou uma bola perdida dentro da área adversária para bater o guardião contrário e selar a contagem. Pepe também jogou pelo Besiktas, com Tiago Lopes e Silvestre Varela do outro lado. As águias negras, refira-se, estão agora em segundo, um ponto atrás do campeão Galatasaray (adversário do FC Porto na Liga dos Campeões).

 

 

Este foi o segundo golo de Quaresma esta temporada, mas já o 35.º em absoluto com a camisola do Besiktas, que veste pela sexta época, quarta consecutiva (passou pelo clube em 2010/11 e 2011/12 e regressou definitivamente em 2015). A nível de golos, o registo mais feliz foi vivido no FC Porto, onde somou também duas passagens: de 2004 a 2008 apontou 31 golos, voltando em 2013 para fazer mais 19, num total de 50. No Sporting, onde se formou e saltou para a ribalta, apontou dez golos: cinco em cada uma das duas temporadas em que alinhou na equipa principal dos leões (de 2001 a 2003). Os restantes tentos foram divididos por Barcelona (um), Inter de Milão (um) e Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos (três).

Nesta contagem não entra a seleção nacional, onde Quaresma soma dez golos em 80 jogos – muitos dos quais... de trivela, pois claro.

O golo da época 2017/18 para a liga turca:

 

 

Mais golos com assinatura O Mustang, como um dia lhe chamou Laszlo Boloni, técnico romeno que o lançou na equipa principal do Sporting, não foi contudo o único português a destacar-se na Turquia nesta jornada 7. João Pereira, por exemplo, fez duas assistências na vitória por 4-2 do Trabzonspor sobre o Kasimpasa (onde Josué Sá alinhou até aos 82’). O conjunto do lateral-direito ex-Benfica e Sporting, entre outros, é oitavo.

Igualmente decisivo foi André Castro: o antigo médio do FC Porto apontou o terceiro golo do Goztepe no triunfo caseiro perante o Konyaspor. Beto, guarda-redes internacional português, foi igualmente opção na equipa da casa, que ocupa agora um surpreendente quarto lugar, a três pontos do topo. Surpreendente, mas pelos piores motivos, está a ser também a época do Fenerbahçe, que ontem perdeu por 3-0 com o Rizespor (Reyes, ex-FC Porto, e Slimani, ex-Sporting, foram ambos titulares) e caiu para um impensável 14.º lugar, já a oito pontos da frente.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×