19/9/19
 
 
Primeiro-ministro sueco perde moção de censura pela primeira vez na história

Primeiro-ministro sueco perde moção de censura pela primeira vez na história

AFP Jornal i 25/09/2018 09:40

Depois da eleições de 9 de setembro, apenas um assento separa o centro-esquerda do centro-direita, havendo ainda uma terceira força política considerada de extrema-direita

O primeiro-ministro da Suécia perdeu esta terça-feira uma moção de censura no parlamento. Esta é a primeira vez que um governo é afastado nestas condições na história sueca.

No total, Stefan Löfven conseguiu juntar 204 deputados a favor da sua permanência no cargo, no entanto 349 votaram contra.

Recorde-se que nenhum dos principais blocos políticos conseguiu uma maioria absoluta nas passadas eleições – que decorreram a 9 de setembro. Segundo o jornal “The Local”, o presidente do parlamento Andreas Norlén irá pedir a outro líder partidário para tentar formar governo. Até lá, Löfven irá liderar um executivo interino durante o período necessário para encontrar um novo primeiro-ministro.

Apenas um assento separa o centro-esquerda – Partido Social-Democrata, Partido Verde e Parido da Esquerda – do centro-direita – Partido Moderado, Partido do Centro, Democratas Cristãos e Liberais. A terceira força política no parlamento são os Democratas Suecos, um partido de extrema-direita que se apresentou anti-imigração. Alguns deputados de direita sugeriram uma cooperação com este partido, no entanto tanto o Partido do Centro como os Liberais ameaçara romper a aliança se tal acontecesse.

Uma outra opção é a aliança da direita encontrar um acordo com os sociais-democratas sobre as grandes questões, incluindo a votação do próximo Orçamento do Estado.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×