15/9/19
 
 
Já pode fazer transferências bancárias em apenas 10 segundos
DR

Já pode fazer transferências bancárias em apenas 10 segundos

Jornal i 19/09/2018 15:43

Os clientes têm de usar o serviço de banca online ou a aplicação móvel bancária 

O novo sistema de pagamentos e transferências gerido pelo Banco de Portugal (BdP) e pela SIBS - Gestora de Redes de Multibanco. - permite ao utilizador fazer uma transferência interbancária e em apenas 10 segundos o recetor ter o dinheiro disponível na conta. 

Estas têm um valor limite de 15 mil euros que pode ser alterado no futuro ou consoante os bancos ou prestadores de serviços.

“Os prestadores de serviços de pagamento (...) passam a ter ao seu dispor um novo subsistema do SICOI que assegura o processamento contínuo de transferências a crédito (...) com disponibilização dos fundos nas contas dos beneficiários em poucos segundos”, explica o BdP em comunicado.

Para recorrer a esta nova solução, os clientes terão de usar o serviço da banca online ou a aplicação do próprio banco. 
A adesão a este serviço é facultativo, mas até agora apenas a Caixa Geral de Depósitos não aderiu. Os bancos que já dispõe deste serviço não o têm, para já, disponível em todas as plataformas. No entanto, o regulador prevê que a total adesão aconteça em breve. 

Se até 2020 o mercado não contar com esta nova modalidade e as transferências não estiveram disponíveis a nível europeu, os reguladores podem atuar por forma a forçar que tal aconteça.

A nova solução rápida assenta numa plataforma que garante a proteção anti-fraude e segue as regras da SEPA (Área Única de Pagamentos em Euros) cujo principal objetivo é harmonizar as práticas e procedimentos para este tipo de operações em relação ao que já acontece na União Europeia. Neste sentido, o Banco Central Europeu desenvolveu uma plataforma para que estas transações possam ser feitas a nível europeu e deverá estar disponível em novembro.
Esta nova forma de transferência bancária vem tentar combater os novos operadores digitais na área financeira e são feitas entre contas bancárias para garantir a interoperabilidade entre os bancos dos diferentes países europeus que aderiram ao serviço, diz o Banco de Portugal.

No caso das empresas, estas podem optar por recorrer a esta nova solução para o pagamento de salários ou fornecedores.

Até agora, o dinheiro demorava quase 24 horas a estar disponível e a rapidez na transferência só acontecia com a aplicação MBWay ou com um custo alto para o cliente quando optava por transferências urgentes.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×