20/9/19
 
 
Agressor diz que perdeu a cabeça porque bebé não se calava

Agressor diz que perdeu a cabeça porque bebé não se calava

Dreamstime Jornal i 19/09/2018 13:45

Homem começou por dizer que criança se tinha magoado sozinha

João Marques começou por negar as agressões ao bebé de 17 meses, filho da sua namorada, mas, em tribunal, confrontado com o relatório médico do Hospital de Vila Franca de Xira acabou por confessar.

“O miúdo não se calava e eu perdi a cabeça”, afirmou o agressor, citado pelo Correio da Manhã, explicando que deu um estalo na cara do bebé e que este terá batido com a cara nas grades do berço, justificando assim a violência das agressões. Sublinhe-se que a criança tinha marcas, muito visíveis, de sangue pisado na cara.

Recorde-se que o homem, de 32 anos, tinha ficado a tomar conta do bebé enquanto a mãe estava a trabalhar, quando chegou a casa no domingo e viu as marcas na cara do filho, Carla Gomes levou-o ao hospital.

Foram realizados exames que acabariam por atribuir as marcas na cara a uma agressão e não a uma queda, como inicialmente tinha dito o agora confesso agressor.

João Marques encontra-se em liberdade, o que provocou revolta nos familiares do bebé, estando apenas sujeito a termo de identidade e residência.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×