23/9/18
 
 
Serena Williams destruiu o balneário depois de insultar árbitro português

Serena Williams destruiu o balneário depois de insultar árbitro português

10/09/2018 13:13

A veterana norte-americana ficou fora de si e até chorou ao perder a final do US Open.

O dia mais histórico para o ténis japonês acabou por ficar ensombrado por um duelo entre Serena Williams... e um português: Carlos Ramos, o português que apitou a final do US Open onde a nipónica Naomi Osaka, de apenas 20 anos, conseguiu o primeiro Grand Slam para o país do sol nascente. Osaka bateu a multi-campeã norte-americana em apenas dois sets (6-2 e 6-4), mas o encontro ficou marcado pelas decisões do juiz luso que enfureceram Serena.

Tudo começou quando Carlos Ramos entendeu por bem aplicar uma penalização à veterana atleta de 36 anos por “coaching”, ou seja, receber indicações do treinador no decorrer do encontro. Serena protestou de forma efusiva – “Eu tenho uma filha e não sou batoteira. Prefiro perder a fazer batota”, disparou numa primeira fase. Mais tarde, partiu uma raquete e recebeu nova advertência e mais um ponto de penalização, voltando a atirar-se ao árbitro português: “Devia pedir-me desculpa. É mentiroso e um ladrão, jamais recebi ‘coaching’ na minha vida.”

No entanto, a revolta de Serena não ficou por aqui. Já nos balneários, conta um jornalista da ESPN, Pablo Stecco, a tenista não controlou a sua fúria e acabou por destruir o balneário. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×