23/9/18
 
 
Montijo. Amélia terá confessado à mãe do seu genro que se algo acontecesse não seria culpa dele

Montijo. Amélia terá confessado à mãe do seu genro que se algo acontecesse não seria culpa dele

Facebook Jornal i 07/09/2018 18:20

Iuri Mata foi detido pelo homicídio da professora Amélia Fialho

 

Amélia Fialho foi encontrada, esta quinta-feira, morta no Montijo. Os autores do crime, que foram detidos esta sexta-feira, foram a filha – Diana Fialho – e o genro – Iuri Mata -, que viviam com a mesma. A mãe do homem, Orlanda, afirma que Amélia lhe terá confessado que, caso alguma coisa acontecesse, não seria culpa dele.

“Orlanda, eu tenho uma grande adoração pelo seu filho. Se alguma coisa acontecer, não é culpa do Iuri”, foram estas as palavras de Amélia, de acordo com a mãe de Iuri Mata, em entrevista à SIC.

“Eu não sabia que ela estava a ser mal tratada, porque o meu filho deixou de ligar. Eu ligava muitas vezes, mas ele raramente me atendia”, disse a mãe do suspeito.

A mulher referiu ainda que se apercebeu do receio que Amélia sentia em casa, por viver com o casal: “Percebi que a Amélia tinha medo de dizer o que lhe estava a acontecer”.

“Agora entendo que a Diana tinha o poder ”, concluiu a mãe do genro da professora.

Ao CM, Orlanda confessou que Iuri terá sido vítima de violência doméstica e Diana ameaçou bater na sogra. 

Diana e Iuri, filha e genro da professora, já assumiram o crime e estão agora em prisão preventiva.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×