26/9/18
 
 
"O aborto é muito mais grave do que um padre abusar de uma criança", defende arcebispo

"O aborto é muito mais grave do que um padre abusar de uma criança", defende arcebispo

Jornal i 04/09/2018 15:25

Arcebispo comparou abuso sexual de menores com aborto

O novo arcebispo da Arquidiocese de Tuxla Gutiérrez, no México), Fabio Martínez Castilla, em declarações ao jornal mexicano Noticias Voir e imagen de Chiapas, defendeu que “o aborto é muito mais grave do que um padre abusar de uma criança".

De acordo com Fabio Martínez Castilla, é “muito mais grave – qualitativamente” uma mulher abortar, do que um padre abusar sexualmente de um menor. Isto devido ao facto de que quando se faz um aborto, se “comete um homicídio”, mas quando se trata de um abuso por um padre, apenas “morre o futuro” da criança.

"Então, qualitativamente, o aborto é muito mais sério, mas quantitativamente ambos causam muito dano e merecem punição", afirmo o arcebispo.

Contudo, o arcebispo considera que padres que cometam este crime devem ser expulsos da Igreja Católica e presos, assim como outros profissionais: “O professor, o político, o médico e todos os que atentam contra a bondade e liberdade de uma criança devem ser condenados", defende.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×