26/9/18
 
 
Operação Marquês. Vários arguidos do processo pedem abertura de instrução

Operação Marquês. Vários arguidos do processo pedem abertura de instrução

Sara Matos Jornal i 03/09/2018 17:43

Arguidos tinham até hoje para requerer, sem estarem sujeitos a multa, à abertura de instrução do processo. Armando Vara, Carlos Santos Silva, Zeinal Bava, Hélder Bataglia, Joaquim Barroca e 3 sociedades do grupo Lena pediram hoje a abertura de instrução do processo.

O ex-ministro Armando Vara e o empresário Carlos Santos Silva, ambos arguidos no processo Operação Marquês, vão pedir a abertura da instrução do processo, anunciaram esta segunda-feira as respetivas defesas.

A intenção de Armando Vara foi confirmada à agência Lusa por Tiago Rodrigues Bastos, a defesa do ex-ministro da Administração Interna, bem como a advogada de Carlos Santos Silva, Paula Lourenço, que afirmou que vai requerer a abertura de instrução, não hoje mas até quinta-feira, dia 6 de setembro - último dia do prazo, mas sujeito a multa.

Recorde-se que Armando Vara está acusado da prática de dois crimes de corrupção passiva - um de branqueamento de capitais e dois de fraude fiscal qualificada, e Carlos Santos Silva está acusado por corrupção, branqueamento de capitais, fraude fiscal e falsificação de documentos.

Os arguidos da Operação Marquês tinham até hoje, dia 3 de setembro,l para requerer a abertura de instrução. Trata-se de uma fase preliminar ao julgamento, na qual os arguidos podem defender-se das acusações do Ministério Público. No final, o juiz de instrução decide quem irá a julgamento.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×