16/11/18
 
 
Terá Donald Trump um filho ilegítimo? Ex-porteiro diz que sim

Terá Donald Trump um filho ilegítimo? Ex-porteiro diz que sim

AFP Jornal i 25/08/2018 15:32

O ex-porteiro tinha assinado um contrato com um tabloide que o impedia de contar a história, mas o acordo chegou ao fim

Dino Sajudin foi porteiro da Trump World Tower e afirma que Donald Trump tem um filho ilegítimo fruto de uma relação com uma empregada de limpeza. Até aqui o ex-porteiro estava proibido de contar a história depois de ter assinado um contrato com a América Media Inc (AMI). O contrato chegou ao fim esta sexta-feira, avança a CNN.

As duas partes do acordo conversaram e decidiram terminar o contrato, conta Marc Held, advogado do porteiro ao canal televisivo. Este tipo de contratos – chamados “catch and kill” (que em português significa agarra e mata) – é comum nos Estados Unidos e servem para comprar histórias e impedir que sejam tornadas públicas.

Neste caso, o contrato entre a AMI e o ex-porteiro foi assinado a 15 de novembro de 2015, dando à empresa de comunicação direitos exclusivos sobre a história. Dino Sajudin poderia receber um valor até 30 mil dólares (cerca de 26 mil euros) caso a história fosse publicada, mas caso publicasse a história noutro meio, o ex-porteiro teria de pagar um milhão de dólares à empresa”.

As suspeitas de existir um filho ilegítimo de Donald Trump apareceram em abril quando o ex-porteiro revelou à CNN ter conhecimento de uma relação do presidente norte-americano com uma antiga funcionária. No entanto, na altura a AMI terá dito que a história não era credível, negando qualquer relação entre o porteiro e o seu advogado.

A CNN questionou a Casa Branca sobre o assunto mas não recebeu qualquer resposta.

O antigo advogado de Trump, Michael Cohen, revelou recentemente que trabalhou em conjunto com a AMI para pagar o silêncio da ex-modelo da Playboy, Karen McDougal, sobre a sua relação com o presidente.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×