12/11/18
 
 
Leiria quer combater poluição marítima com drones

Leiria quer combater poluição marítima com drones

Dreamstime Jornal i 24/08/2018 14:34

As áreas em que vai ser testado este projeto são a praia entre Pedrógão e Figueira da Foz

 

Em outubro, a Câmara Municipal de Leiria vai dar início ao projeto "UAS4LITTER" em que vão ser utilizados drones para detetar lixo nas zonas costeiras e inspecionar as áreas.

O projeto "UAS4LITTER" é financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e está a ser desenvolvido por investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra, do Centro de Ciências do Mar do Ambiente da Universidade de Coimbra e da Universidade Nova de Lisboa, que pertencem à Divisão de Planeamento, Ordenamento e Estratégia Territorial do Município de Leiria.

Em comunicado, o presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro, afirma que este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de um sistema low-cost, com base em drones, para o mapeamento da poluição marinha.

Nesta fase inicial, as áreas em que onde o projeto vai ser testado situam-se entre  a praia do Pedrógão e ao concelho da Figueira da Foz.

O projeto, de acordo com o responsável, visa a recolher dados e desenvolver formas mais eficazes de avaliar os níveis de contaminação das águas, monitorizar e recolher lixo, uma vez que os métodos atuais baseiam-se apenas na análise visual. Para além disso, o projeto quer também prestar "especial atenção à transferência de conhecimento e à divulgação dos resultados para toda a comunidade, incluindo os cientistas, as empresas, as administrações públicas e a sociedade civil".

Citada na nota de imprensa, a vereadora do Planeamento e Ordenamento do Território da Câmara Municipal de Leiria, Rita Coutinho, explica que a adesão a este projeto "representa a possibilidade de obter informação geoespacial com potencial valor também ao nível do planeamento da linha de costa do concelho".

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×