13/11/18
 
 
Guia. Conheça as mais bonitas paisagens do Alentejo
Odemira

Guia. Conheça as mais bonitas paisagens do Alentejo

Jornal i 21/08/2018 15:53

Praia, história, boa mesa, paisagens idílicas e descanso: aqui encontra o que de melhor o Alentejo tem para oferecer. Esta semana, o i ajuda-o a decidir que paisagem alentejana conhecer primeiro.

Longe do buliço dos grandes centros urbanos e das praias sobrelotadas, as cidades e vilas do Alentejo são verdadeiras joias que pode e deve visitar. Há atividades para todos os gostos e gastronomia de deixar água na boca.

Beja, Alvito, Ferreira do Alentejo e Odemira situam-se no Baixo Alentejo e é muita a história que vai poder ver e sentir ao passear pelas suas ruas estreitas e ao visitar os seus monumentos. Os frescos, os castelos, as igrejas e as bonitas paisagens que se avistam das torres mais altas são alguns dos encantos que esta região do país oferece. 

Mas nem tudo no Alentejo é história e há também quem prefira passear junto ao mar ou mesmo dar um mergulho para combater o calor dos dias quentes.

No Alentejo Litoral, Vila Nova de Milfontes e Zambujeira do Mar são os dois destinos balneares que lhe damos a conhecer esta semana.

Por caminhos mais fáceis ou por trilhos mais complicados, certo é que vai poder conhecer e desfrutar das praias mais bonitas da costa vicentina.

Mas se, aqui, as praias e os turistas agitam a vila, em Mértola e na Mina de São Domingos a calma impera. Mértola tem muito para ver se quiser descobrir mais sobre a história do país, mas é também o sítio ideal para relaxar ao som da natureza. Já na Mina de São Domingos, o cenário vai deixá-lo sem palavras - os edifícios quase destruídos, a cor alaranjada e o cheiro a enxofre transportam-nos para aquela que foi a vida dos mineiros que ali trabalharam.

Escolha que destino escolher, a verdade é que o Alentejo faz jus à calma e pacatez pela qual é conhecido, permitindo cortar com a azáfama da cidade e as rotinas do dia-a-dia. Em 2004, conquistou o prémio de “Melhor Região Vinícola a Visitar” no concurso mundial do jornal norte-americano USA Today e as praias foram destacadas como as melhores da Europa pelo The Guardian. Nos últimos dez anos já ganhou por quatro vezes o prémio de melhor região de turismo em Portugal e outras tantas a nível nacional e internacional. 

Para semana, o i dá-lhe a conhecer mais um pouco da beleza do nosso país.

Beja
A capital do Baixo Alentejo

•  Num dos maiores municípios do país vai poder encontrar o antigo convento de Nossa Senhora da Conceição, que é hoje o mais antigo museu de Portugal, o Museu Regional de Beja, fundado ainda no século XVIII pelo prelado Frei Manuel do Cenáculo.  

•  A torre de Menagem mais alta do país está no castelo de Beja. Com cerca de 40 metros de altura, destinava-se a defender as fronteiras portuguesas e hoje é um dos pontos de paragem obrigatória na cidade. No topo tem uma vista privilegiada sobre a paisagem alentejana.

•  Entre os meses de abril e maio realiza-se a feira agrícola, pecuária e de artesato Ovibeja. Conta com espetáculos de conhecidos intérpretes portugueses, tasquinhas, corridas de touros e garraiada.

Alvito
Uma vila à volta do Castelo

•  Dormir e sentar-se à mesa como um rei é possível na pousada histórica do Alvito. Situada no castelo do concelho, agora criteriosamente recuperado e renovado, possui piscina, jardins de perder de vista, 17 quartos e uma suíte. Aqui pode passear de cavalo ou de bicicleta pela floresta ou praticar tiro.

•  Por baixo da praça do Rossio encontram-se as chamadas Grutas do Alvito, um conjunto de galerias subterrâneas onde se situavam as antigas minas de exploração de calcário no séc. XIII. Em alguns documentos é possível perceber que estes túneis eram também utilizados como saídas alternativas do velho castelo mouro.

Ferreira do Alentejo
Vila bem alentejana 

•  Na Igreja Matriz da vila pode contemplar a imagem de Nossa Senhora da Conceição que foi levada por Vasco da Gama na descoberta do caminho marítimo para a Índia. No interior pode ainda apreciar os azulejos seiscentistas, as pinturas murais e o trabalho de talha.

•  A capela do Calvário ou Santa Maria Madalena é um templo singular no país devido à forma circular. O ex-líbirs da vila apresenta, no interior e no exterior, pedras salientes que alguns acreditam representar o sofrimentos de Cristo na Via Sacra ou Maria Madalena, salva in extremis de uma morte certa por apedrejamento.

•  A vila tem também algumas casas senhoriais e palacetes que merecem ser visitados.

Odemira
A planície, a serra e o mar

•  A vila de Odemira é composta por ruas estreitas em que se destaca a tradicional barra azul dos edifícios mais antigos. Aqui, além do Rio Mira, vai poder encontrar alguns pontos a visitar como o miradouro do Castelo ou o Jardim da Fonte Férrea, que deve o seu nome à fonte de águas ferrosas que alimenta um pequeno viveiro de plantas envasadas e canteiros de flores da época. 

•  Os fragmentos de muralhas do antigo castelo integram alguns edifícios urbanos, servem de suporte de uma área jardinada e também como estrutura de algumas construções urbanas. Pedaços de história que pode encontrar ao longo do passeio. 

Vila Nova de Milfontes
Praia e gastronomia

•  Mesmo que não seja fã de banhos de sol, ir a Vila Nova de Milfontes e não visitar as praias é como ir a Roma e não ver o Papa. Há praias mais desertas ou mais concorridas: a do Malhão é a escolhida por maior parte das pessoas nesta zona, mas se seguir os trilhos encontra as “Vizinhas das Furnas”, um conjunto de praias desertas com acesso algo complicado, mas que vale muito a pena visitar.

•  Se a fome apertar não se preocupe, seja à beira-mar ou no centro da vila, há uma vasta escolha de restaurantes e gastronomia.

•  E como nem todos os dias são de sol, a vila é também uma excelente escolha para fazer compras em dias cinzentos.

Zambujeira do Mar
Uma vila com muita música

•  A pequena povoação de pescadores é ainda uma zona calma, mas que vive muito do turismo de natureza e das bonitas praias. O nome da vila é também o nome da praia mais concorrida no verão, rodeada por falésias altas, com uma ondulação forte e com acesso direto a partir da vila. Perto desta praia encontra-se um espaço inteiramente dedicado aos nudistas, a praia dos Alteirinhos.

•  Para os mais jovens, falar desta vila e não falar de música é quase impossível, uma vez que o MEO Sudoeste acontece na Zambujeira do Mar, todos os anos no mês de Agosto.  

•  Além da diversão há também uma oferta vasta de alojamento onde pernoitar. Vasta é também a oferta de gastronomia, muito virada para o peixe e marisco, e de diversão noturna.

Mértola
No alto de uma montanha

•  A visita ao Castelo e à cidadela é uma das atividades obrigatórias ao visitar Mértola. A torre de Menagem tem uma vista 360º e a pequena vila é composta por ruas estreitas e sinuosas debruçadas sobre o rio Guadiana. 

•  O Parque Natural do Vale do Guadiana proporciona uma vista única sobre a vila. Aqui pode também encontrar espécies como o gato bravo, a lampreia e o saramugo, bem como flora diversificada.

 •  De dois em dois anos, o festival Islâmico tem lugar em Mértola e atrai centenas de turistas e curiosos. No mês de maio e durante cinco dias, a vila alentejana é invadida por cores, cheiros e sons do mundo islâmico. 

Mina de São Domingos
Esta aldeia é uma "mina"

•  O complexo mineiro instalado no séc. XIX para extração de cobre e enxofre é hoje uma das aldeias mais singulares do país. Poderá ver as antigas oficinas ferroviárias, edifícios quase totalmente destruídos, a central elétrica e o antigo cais da Mina de São Domingos. 

•  A zona de extração da mina localiza-se junto nas águas plácidas da lagoa, de tonalidade escura e um não muito forte cheiro a enxofre. Mesmo com toda a beleza que lhes é característica, estas são altamente tóxicas. 

•  Nesta zona do alentejo pode também ir a banhos, mas unicamente na praia fluvial da Mina de São Domingos, a Praia da Albufeira da Tapada Grande, que está vigiada e tem bandeira azul.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×