20/11/18
 
 
Descobertas novas imagens de Marilyn Monroe sem roupa

Descobertas novas imagens de Marilyn Monroe sem roupa

DR Rosa Ramos 15/08/2018 10:58

Imagens foram gravadas em 1961, durante a rodagem do filme “The Misfits”, e conservadas por Frank Taylor, um dos produtores 

São só 45 segundos cortados da versão final do filme de 1961 “The Misfits” [”Os Inadaptados”, em português], em que Marilyn Monroe contracena com Clark Gable. Mas estão a pôr em polvorosa os fãs da atriz norte-americana um pouco por todo o mundo. Achava-se que a sequência teria sido eliminada há 50 anos, por ter sido considerada demasiado ousada, mas Frank Taylor, um dos produtores do filme, guardou a fita e passou-a ao filho, Curtice Taylor, que também a conservou e ainda não decidiu o que fazer com ela.

A revelação é do escritor Charles Casillo no livro “Marilyn Monroe: The Private Life of a Public Icon” [“Marilyn Monroe: a vida privada de um ícone público”], apresentado ontem. Até aqui, a única cena de nudez protagonizada por Marilyn no cinema era a do filme “Something’s Got to Give”, o último que a atriz rodou e que não chegou a ser terminado devido à sua inesperada morte a 5 de agosto de 1952 (o último filme completo protagonizado pela diva norte-americana foi “Os Inadaptados”).

Na cena agora descoberta, Marilyn está na cama e deixa cair o lençol para vestir uma blusa. Porém, estas imagens foram censuradas e, na versão final de “Os Inadaptados”, a atriz, a seguir a uma cena de amor com Clark Gable, aparece a segurar o lençol para vestir a blusa. As novas imagens mostram uma cena mais natural do que aquela que foi apresentada na versão final do filme, considera Curtice Taylor, filho do produtor, no livro. “Porque haveria de se tapar com um lençol uma mulher que está sentada em cima da cama, sem ninguém no quarto, enquanto tenta vestir uma blusa ao mesmo tempo? Não fazia sentido”, explica Curtice Taylor, lembrando que durante a rodagem, cada vez que Marilyn Monroe deixava cair o lençol ao vestir a blusa, era alertada pela produção para não o fazer. 

Recentemente, quando se assinalou o aniversário da morte de Marilyn, no início do mês, novas notícias sobre a sua vida pessoal vieram a público. Depois de, em 2014, o jornalista Jay Margolis e o colunista do “New York Times” Richard Buskin terem garantido no livro “The Murder of Marilyn Monroe - Case Closed” [”O homicídio de Marilyn Monroe - caso encerrado”] que a atriz terá sido assassinada com uma injeção de barbitúricos a mando do irmão do presidente americano, Robert F. Kennedy, o site americano Radar Online garantiu ter tido acesso a documentos que provam que Marilyn terá chegado a estar grávida de Robert. E abortou, porque o irmão do presidente, casado, terá ficado furioso com a gravidez. O suposto aborto terá ocorrido poucos meses antes de Marilyn morrer, aos 36 anos. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×