19/11/18
 
 
José Cabrita Saraiva 13/08/2018
José Cabrita Saraiva
Opiniao

jose.c.saraiva@newsplex.pt

Uma obsessão por lombas

Há muitos anos - talvez uns 25 - perguntaram a um piloto de ralis estrangeiro que cá veio participar numa prova o que achava de Portugal. O homem fez o que pensava ser um grande elogio: “É um país muito bonito, ainda por cima agora começaram a asfaltar as estradas…” Gerou-se uma enorme onda de indignação. Como era possível tamanha falta de consideração? Os portugueses podem ser muito duros em relação ao seu país, mas quando as críticas vêm de fora já não acham graça nenhuma.

A verdade é que durante longos anos as nossas estradas não primaram pelo bom estado do piso. Estavam alcatroadas, sim, mas também estavam esburacadas e frequentemente faltavam-lhes as bermas. Além disso, sempre que se tapava um buraco ficava um remendo tão mal posto que era legítimo questionar o que mais danificava a suspensão: se o buraco, se o suposto arranjo.

Hoje, para ser justo, há que reconhecer que as nossas estradas são muito mais bem mantidas, seguras e confiáveis do que outrora. E, ainda assim, as suspensões dos automóveis continuam a sofrer horrores.

Um destes dias, fazendo um trajeto alternativo para casa, passei por nada menos do que 13 (número aziago) lombas numa questão de quatro ou cinco quilómetros. E não são umas lombazinhas quaisquer: são tão altas que mesmo passando muito devagarinho continuam a castigar as suspensões. E as lâmpadas a fundir--se a toda a hora? E os ruídos parasitas?

Entre as estradas esburacadas de antigamente e as lombas exageradas de hoje, apesar de tudo prefiro as lombas: são mais previsíveis, não aparecem de surpresa. Mas será que temos mesmo de escolher entre os solavancos causados por incúria do Estado e os solavancos causados pelo excesso de zelo? Acho que, se há condições para isso, não fazia mal nenhum termos estradas com um piso regular. O Estado poupava dinheiro em alcatrão e os condutores poupavam nas idas à oficina.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×