21/9/18
 
 
Brexit. Saída sem acordo vai trazer problemas de segurança

Brexit. Saída sem acordo vai trazer problemas de segurança

António Rodrigues 06/08/2018 17:41

Comissários de polícia e investigação pedem  ao ministro do Interior que faça planos de contingência

Preocupados com a “perda significativa de capacidade operativa” que a saída sem acordo do Reino Unido da União Europeia irá trazer, os comissários de polícia e investigação escreveram uma carta ao ministro do Interior britânico, Sajid Javid, a alertar para os grandes riscos para a segurança pública.
Um Brexit sem qualquer acordo com Bruxelas, nomeadamente em matéria de cooperação entre órgãos policiais e de investigação, deixará as autoridades no Reino Unido sem acesso a bases de dados e a processos investigativos a nível europeu.
De acordo com o “The Guardian”, que teve acesso ao documento classificado como “sensível oficial”, os chefes de polícia e de investigação pedem ao ministro que sejam elaborados planos de contingência para lidar com a situação cada vez mais provável de o país deixar a UE a 29 de março sem acordo.
O grupo de trabalho da Associação de Comissários de Polícia e Crime escreve que as chefiais policiais estão “cada vez mais preocupados com o que a perda dessa capacidade possa trazer de riscos significativos para as nossas comunidades locais” e com o facto de o governo não parecer estar preparado como devia para lidar com essa questão. A Agência Nacional do Crime e o Conselho Nacional de Chefes de Polícia também foram consultados para a elaboração do documento.
Os três comissários que assinam a carta – representando as maiores tendências políticas do Reino Unido, conservadores, trabalhistas e liberais –, lembram que atualmente usam regularmente 32 medidas de segurança nacional e de manutenção da lei que dependem da pertença à UE, incluindo os mandados de prisão europeus e o Sistema de Informação de Schengen, uma base de dados utilizada para procurar suspeitos de terrorismo, pessoas desaparecidas, verificar matrículas de carros e informações de passaportes.
Sem um acordo com Bruxelas, a polícia britânica perderá essa cooperação internacional e terá de perder mais tempo nas suas investigações.
“Será necessário um considerável aumento de recursos para operar sem as ferramentas da UE e esses recursos serão deficientes – colocando potencialmente em riso a eficiência operacional e a segurança pública”, diz a missiva. “O recrutamento,  a avaliação e o treino do pessoal para usar as ferramentas necessitarão de uma quantidade de tempo substancial”. Por isso, concluem: “estamos preocupados que um cenário ‘sem acordo’ possa trazer atrasos e desafios para as agências policiais e judiciais do Reino Unido”.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×