23/9/18
 
 
Egito. Dezenas condenados à pena de morte

Egito. Dezenas condenados à pena de morte

AFP Jornal i 29/07/2018 20:10

Foram acusados de terem desempenhado um papel de liderança nos protestos de 2013, após a deposição do então presidente Mohammed Morsi

Os tribunais igípcios condenaram 75 pessoas à pena de morte pelo papel que desempenharam nos protestos pós-deposição de Mohammed Morsi, em 2013. Os condenados fazem parte de um julgamento em massa de mais de 700 pessoas, incluindo muitos membros da proíbida Irmandade Muçulmana.

A Amnistia Internacional condenou o julgamento como “grosseiramente injusto”. 

Os casos dos 75 condenados serão agora apresentados ao Grande Mufti, o mais alto cargo religioso no Islão sunita e que delibera sobre a aplicação das sentenças e assuntos jurídicos. 

Em agosto de 2013, pouco mais de um mês depois da deposição do presidente Mohammed Morsi por via de um golpe de Estado, milhares de manifestantes pró-Irmandade Muçulmana entraram em confronto com a polícia. Nestes, centenas de manifestantes e dúzias de políticas perderam a vida. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×