14/11/18
 
 
Madeira. Cerca de 4.500 emigrantes na Venezuela já regressaram desde 2016

Madeira. Cerca de 4.500 emigrantes na Venezuela já regressaram desde 2016

Shutterstock Jornal i 29/07/2018 11:27

Na Venezuela residem cerca de 300.000 madeirenses, cerca de três gerações.

Regressaram à Madeira cerca 4.500 emigrantes na Venezuela desde 2016, ano em que se agravou a instabilidade socioeconómica e política no país.

“Estamos conscientes que o fluxo pode continuar com este ritmo e, acima de tudo, enquanto não se vislumbrarem melhorias do ponto de vista económico e social no país de origem", disse Jorge Carvalho, secretário regional da Educação e tutor do Centro das Comunidades Madeirenses e Migrações, em declarações à Agência Lusa.

Neste momento, de acordo com o Governo Regional da Madeira, estão inscritos 2.300 emigrantes, regressados da Venezuela, no Serviço Regional de Saúde e 2.00 no Instituto de Emprego. Nas escolas, cerca de 670 crianças e jovens estão inscritos.

Além disso, existem 180 agregados familiares inscritos no Instituto de Habitação e 574 beneficiam de apoio sociais.

O Governo Regional vai contar ainda com 1,5 milhões de euros do Governo da República para apoio social e despesas de saúde. Contudo a verba ainda não foi disponibilizada, de acordo com a Lusa.

"Ainda estamos a apurar os mecanismos de validação das despesas e de transferência [das verbas] para a região", explicou Jorge Carvalho, acrescentando ainda que a região autónoma tem assumido todas as despesas.

Na Venezuela residem cerca de 300.000 madeirenses, cerca de três gerações.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×