18/11/18
 
 
Médicos preferem negociar com o Primeiro-Ministro
Médicos acusam Ministro de indisponibilidade

Médicos preferem negociar com o Primeiro-Ministro

Médicos acusam Ministro de indisponibilidade DR Jornal i 28/07/2018 18:18

Sindicatos queixam-de do "arrastar" nas negociações e escrevem carta a António Costa e ao Presidente da República, em que acusam o Ministro da Saúde de "total indisponibilidade" 

Os sindicatos dos médicos não querem esperar mais e preferem negociar diretamente com o Primeiro-Ministro, porque o Ministro da Saúde não tem mostrado disponibilidade. O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) escreveram esta sexta-feira uma carta a António Costa, enviada também ao Presidente da República, em que se queixam do "arrastar" das negociações com a tutela. Um atraso, defendem, que é da "responsabilidade do Governo".  

Na missiva, os médicos exigem que as negociações sejam "retomadas", mas "na forma adequada e na presença de todos os necessários interlocutores". Isto porque, acusam, o Ministro da Saúde tem revelado "total indisponibilidade" para negociar os problemas da classe identificados pelos sindicatos. "Problema esses, por extensão, também da essência do Serviço Nacional de Saúde (SNS)", avisam. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×