19/11/18
 
 
Temperaturas elevadas aumentam risco de suicídio

Temperaturas elevadas aumentam risco de suicídio

Shutterstock Jornal i 25/07/2018 21:26

Estudo deixa alerta

Numa altura em que praticamente toda a Europa está a ser assolada por uma vaga de calor, é importante revelar as conclusões de um estudo que foi publicado esta segunda-feira e partilhada pela revista Time.

Segundo o artigo científico publicado no Nature Climate Change, as taxas de suicídio tendem a sofrer um aumento durante os meses em que as temperaturas são mais elevadas.

Para a realização do estudo foram analisados dados relativos a milhares de áreas residenciais nos Estados Unidos e no México, durante várias décadas e, a pesquisa concluiu que quando as temperaturas subiam pelo menos um grau centígrado acima da média, a taxa de suicídios subia em quase 0,7% nos EUA e em 2,1% no México.

“As taxas de suicídios, tanto num país desenvolvido como noutro em vias de desenvolvimento estão solidamente associadas às temperaturas locais”, refere o estudo recentemente publicado.

Além disso, os investigadores mencionam ainda que estão previstas “alterações climáticas não mitigadas”, que podem resultar entre nove a 40 mil suicídios nos Estados Unidos e no México, já ao longo dos próximos 30 anos.

De acordo com vários estudos, estima-se que a temperatura global do Planeta Terra possa aumentar em mais de dois graus centígrados até ao final do século.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×