18/9/18
 
 
BdC: "Era fundamental ter um discurso forte para 'acordar' os Sportinguistas"

BdC: "Era fundamental ter um discurso forte para 'acordar' os Sportinguistas"

João Porfírio Jornal i 28/06/2018 13:13

Esta foi a primeira vez que Bruno de Carvalho falou nas redes sociais desde domingo – dia em que reagiu ao processo de destituição que aconteceu na AG de sábado, dia 30 de junho.

O ex-presidente do Sporting voltou a fazer, esta quinta-feira, uma (longa) publicação no Facebook, onde aproveitou para falar sobre os últimos acontecimentos que aconteceram no clube.

"Nunca quis ser um líder populista. Um demagogo de frases feitas, que age para seu benefício e que quer levar as massas por promessas ocas mas apelativas", começou por escrever o antigo presidente do Sporting, onde aproveitou para se despedir da camisola verde.

Além disso, o ex-líder dos leões agradeceu ainda aos 30% dos sócios que no sábado votaram para que este se mantivesse na presidência do clube e aos seus "leais membros da direção".

Bruno de Carvalho admitiu, no mesmo texto, que foi "pouco hábil na diplomacia", justificando tal atitude por "não ter mãos a medir num trabalho e objectivo de recuperação desportiva, financeira, de imagem".

"A vontade de fazer sempre mais, e mais e mais, levou a que o discurso não fosse moderado. Um ditador arrogante mas afinal era só um líder apaixonado e disposto a dar a vida pelo nosso Clube", escreveu.

"O Clube chegou ao sucesso e a minha imagem pessoal ficou totalmente deturpada aos olhos de muitos", reiterou BdC, sublinhando que "algumas ajudaram, alguma comunicação social contribuiu, mas o maior culpado fui eu que, na busca constante da Glória do Clube, me esqueci de mim próprio e da forma que deveria projectar a minha imagem”.

O antigo presidente falou também sobre as eleições do Sporting, que estão marcadas para o dia 8 de setembro, e pediu que a lista seja encarada e feita com o "respeito que merece".

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×