23/9/18
 
 
Jaime Marta Soares explica por que não vai haver voto eletrónico na AG do Sporting

Jaime Marta Soares explica por que não vai haver voto eletrónico na AG do Sporting

Raquel Wise Jornal i 19/06/2018 19:42

"É mais uma atitude que não cumpre com aquilo que foram as solicitações da mesa"

No dia da Assembleia Geral do Sporting, agendada para 23 de junho, não vai existir voto eletrónico. Jaime Marta Soares explicou porquê.

O presidente demissionário da Mesa da Assembleia Geral explicou que o Conselho Diretivo não deu condições para que o protocolo existente com a Universidade do Minho estive disponível no próximo dia 23.

"Os equipamentos foram comprados no último ato eleitoral para que houvesse sempre voto eletrónico mas o Conselho Diretivo entendeu distribuí-los pelas várias secções (do clube). O voto eletrónico não será possível por este facto. A recusa, se existiu, não foi à MAG porque o convite não é da competência da MAG. Se o fez em relação ao clube, isso é da responsabilidade de quem tinha de cumprir as normas e as regras. É porque o Sporting não deu as condições para que o voto fosse eletrónico", disse ao jornal Record.

"Os equipamentos foram comprados por minha ordem para que o Sporting ficasse com uma estrutura, de computadores e tudo o que é necessário, para ser utilizada a qualquer momento e quando houvesse atos eleitorais", acrescentou.

No entanto, Marta Soares não soube esclarecer o porquê deste protocolo não estar disponível: "Isso não sei. Perguntem a eles. Quando disse que queria o voto eletrónico, responderam-me que o equipamento já não existia. Só as urnas transparentes. O sistema informático e os equipamentos para sustentarem o voto eletrónico foram distribuídos pelos serviços. Não devia ter acontecido. Aconteceu. É mais uma atitude que não cumpre com aquilo que foram as solicitações da mesa."

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×