14/8/18
 
 
Um país-estádio. Os ecrãs gigantes de norte a sul

Um país-estádio. Os ecrãs gigantes de norte a sul

Mariana Madrinha 14/06/2018 12:30

Há quem não abandone o conforto do lar - nem a hipótese de rever os lances vezes sem conta -, mas há quem prefira ver a bola rodeado de gente e jure que, dessa forma, a magia redobra. O estádio será porventura a escolha mais óbvia. Ora, como sabemos, rumar à Rússia será uma hipótese para muito poucos, pelo que fizemos o trabalho de casa e trazemos-lhe sugestões para ver a bola a rigor - na maioria destes locais será montado um ecrã gigante - em cada capital de distrito do país

Viana do Castelo
À beira do rio Lima, o anfiteatro do Jardim da Marina volta a ser o ponto de encontro. Os vianenses já estão habituados a usar o local (perto do conhecido café Girassol) como estádio e foi até aqui que viram o Porto ganhar ao Celtic 3-2, já lá vão 16 anos. Para este Mundial, a Câmara Municipal de Viana do Castelo dotou o espaço de um ecrã de seis metros por quatro e de uma bancada que acomoda um respeitoso número: 500 espetadores. As barraquinhas de comida e bebida também marcam presença.


Vila Real
Lá diz o velhinho ditado que todos os caminhos vão dar dar a Roma. Em Vila Real, Roma fica na Avenida Carvalho Araújo, considerada a “sala de visitas” da cidade e que em breve será requalificada, com o lado direito a ser transformado numa praça para acolher eventos. E é exatamente esse o plano para este Mundial: uma parte da Carvalho Araújo foi transformada em praça para, por estes dias, os adeptos poderem fruir em conjunto.

Bragança
A capital do nordeste transmontano vai levar à letra a ideia de que esta é a festa do futebol mundial e aproveitou a data para uma série de eventos que começam já amanhã. Os jogos serão transmitidos a partir da Praça Camões, o poiso do costume para os brigantinos no que respeita a estas andanças. A partida entre Portugal e Espanha, marcada para amanhã, terá na continuação um DJ set a cargo de Fernando Alvim.

Braga
Em maio, o Estádio Municipal de Braga já recebeu um jogo de preparação da seleção para o Mundial 2018. A equipa das quinas defrontou a Tunísia num ensaio que acabou empatado a duas bolas mas, nas bancadas, os bracarenses não faltaram à chamada de apoio à seleção. Agora podem continuar a fazê-lo a partir do ecrã gigante instalado na lindíssima Praça do Pópulo, um dos símbolos da cidade que este ano é a Capital Europeia do Desporto. 

Porto
A lista de naturais do distrito é extensa e nela se contam Bruno Alves (Massarelos), Coentrão (Vila do Conde), José Fonte (Penafiel), João Mário (Porto), Bruno Fernandes (Maia) e André Silva (Gondomar). Se os Aliados costumam ser o ponto de romaria, desta vez, a autarquia decidiu instalar o ecrã de teletransporte para a Rússia no Largo Amor de Perdição, na Cordoaria (em frente ao Centro Português de Fotografia). O estádio inclui um palco e fica montado até 15 de julho - uma boa premonição.

Aveiro
O Fórum Aveiro, a sua localização estratégica e as características do espaço - falamos de um centro comercial ao ar livre - fazem deste o local de eleição dos habitantes para partilhar emoções. Foi assim no último e inesquecível Europeu e volta a ser assim neste Mundial. O “estádio” montado na Praça da Estrela tem um ecrã gigante, relvado e animação garantidas. Já a partir de hoje e até à final está garantida a transmissão de todos os jogos.

Viseu
O coração de Viseu chama-se Rossio e é aqui que os viseenses estão habituados a pôr os seus próprios corações a pulsar quando a bola começa a rolar no relvado. Este ano, o ecrã estará lá em todos os jogos da seleção à exceção do primeiro, que será emitido no Parque Aquilino Ribeiro. Depois volta tudo à normalidade - façamos figas - até 15 de julho.

Guarda
Na Guarda, o ecrã costuma montar-se, em competições anteriores, na sala de visitas da cidade, a Praça Velha. Nesta zona, as esplanadas são também uma das opções para ver a bola e vibrar com e em equipa.

Coimbra
A Praça do Comércio - a que os habitantes se referem simplesmente como Praça ou Praça Velha - é o ponto de encontro para os adeptos conimbricenses e a transmissão dos jogos a partir de um grande ecrã também está garantida.

Castelo Branco
A Praça do Comércio - a que os habitantes se referem simplesmente como Praça ou Praça Velha - é o ponto de encontro para os adeptos conimbricenses e a transmissão dos jogos a partir de um grande ecrã também está garantida.

Leiria
Na terra que viu nascer o guardião Rui Patrício - já agora, a 15 de fevereiro de 1988 -, a festa está garantida. E para quê improvisar um estádio quando se pode entrar num de verdade? Os espetadores poderão assistir aos jogos no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, que abre portas para transmitir os encontros do Mundial. 


Santarém
É a partir do Jardim da Liberdade, paredes-meias com a antiga Escola Prática de Cavalaria, que o estádio escalabitano - uma estrutura que inclui 270 lugares sentados, 400 m2 de relvado e um ecrã gigante - será montado. O espaço só fica disponível a partir do primeiro jogo da seleção, altura em que os escalabitanos poderão torcer por todos os jogadores mas, em particular, por Gonçalo Guedes que, nascido em Benavente, é prata da casa. 

Portalegre
Há dois anos, a Praça da República alojou o ecrã gigante que mostrou Portugal a conquistar a taça. É provável que, este ano, a autarquia volte a escolher o local para transmitir os jogos, até porque os bares que rodeiam a zona ajudam à festa.

Lisboa
Em Lisboa - distrito de Beto, Bernardo Silva, Ricardo, Manuel Fernandes, Rúben Dias, Ricardo Quaresma e do selecionador Fernando Santos -, as opções são muitas, mas é impossível contornar a verdadeira arena montada no Terreiro do Paço. O espaço, que terá o Carlsberg Euro Lounge, pode receber cerca de 10 mil pessoas e tem um ecrã panorâmico como atração principal. Marcelo Rebelo de Sousa já fez saber que amanhã verá aqui o jogo.

Setúbal
Na capital do distrito de Mário Rui (que é natural de Sines), o Largo José Afonso é o sítio para estar quando “A Portuguesa” se começar a ouvir. 

Évora
Em Évora será dupla a festa, isto porque em breve se comemoram também as festividades da zona. Por isso, até 22 de junho, os jogos da seleção nacional serão transmitidos na Arena de Évora. Depois disso - até ao dia 1 de julho -, o ecrã gigante muda-se para a Feira de São João. Mais tarde, a autarquia decidirá onde colocar o ecrã, dependendo do horário dos jogos.

Beja
Também em Beja, o ecrã não ficará móvel. Primeiro, os bejenses devem dirigir-se ao Jardim do Bacalhau. Mas nos dias 22, 23 e 24 de junho decorre na cidade o Festival B, pelo que a transmissão das peladinhas é feita a partir da Praça da República.

Faro
Na capital algarvia, os conterrâneos de Moutinho (que é de Portimão) poderão assistir ao Mundial no Jardim Manuel Bívar, um dos núcleos do centro histórico de Faro. Estão também asseguradas bancas de comes e bebes. 

Funchal
Na terra de Cristiano Ronaldo, que nasceu na freguesia de Santo António (onde já é tradição a população juntar-se nas ruas para ver as proezas da estrela dali saída, especialmente quando joga com as quinas ao peito), o ecrã gigante é montado no Largo da Restauração, onde a animação é cíclica: há dois dias, terminou no mesmo local o Funchal Beer Fest. 

Ponta Delgada
Em Ponta Delgada não é costume montar-se um ecrã gigante para assistir aos jogos, mas segundo nos explicaram há uma zona que lidera as preferências dos habitantes na hora de ver a bola: a baía dos Anjos. 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×