10/12/18
 
 
Juros mais altos em duplo leilão de dívida

Juros mais altos em duplo leilão de dívida

Magalhães Afonso 13/06/2018 20:04

Portugal colocou mil milhões de euros num duplo leilão de dívida de longo prazo – a cinco e dez anos - mas pagou juros mais altos que em leilões anteriores.

Nesta quarta-feira o Tesouro português voltou ao mercado para realizar um leilão a cinco e outro a dez anos. O objetivo da agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) era financiar-se entre 750 e 1000 milhões de euros em dois leilões a cinco e dez anos, tal como a 9 de maio.

Nas obrigações com maturidade em outubro de 2023, Portugal emitiu 412 milhões de euros e pagou uma taxa de juro de 0,746%, acima dos 0,529% que pagou na emissão comparável anterior há cerca de um mês. A procura superou em 2,7 vezes a oferta, sendo que na operação anterior este rácio tinha sido de 2,79 vezes.

Portugal emitiu também 588 milhões de euros em títulos de dívida a dez anos, com a taxa de juro a fixar-se em 1,919%, acima dos 1,67% que pagou no início de maio numa operação comparável. A procura superou em 2,28 vezes a oferta.

No caso da dívida emitida a cinco anos, a taxa de juro é ainda a mais elevada desde outubro do ano passado, quando numa emissão comparável o Estado pagou 0,916%. Já na dívida de mais longo prazo, a dez anos, a taxa foi a mais elevada desde a emissão realizada em fevereiro: 2,046%.
 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×