13/11/18
 
 
Conheça as ruas de Lisboa que vão estar cortadas na noite de Santo António

Conheça as ruas de Lisboa que vão estar cortadas na noite de Santo António

Shutterstock Jornal i 12/06/2018 16:40

A partir das 18:00 horas o centro da capital estará cortado ao trânsito.

Em junho começam os festejos e os cheiros da sardinha assada e do manjerico começam a ser característicos da cidade. Mas, na noite desta terça-feira, véspera de Santo António, acontece o ponto alto das festas de Lisboa e as marchas descem a avenida da Liberdade. Assim, a partir das 18:00 horas, o centro da capital vai estar cortado ao trânsito.

Segundo a PSP, serão esperadas “milhares de pessoas” e, por isso,“várias dezenas” de polícias vão reforçar a segurança nas ruas. A “densificação de policiamento” irá ocorrer, sobretudo, na Avenida da Liberdade e em zonas como o Marquês de Pombal, na Rua Braamcamp, Restauradores e Rossio, até à uma hora da manhã e, posteriormente, desloca-se para os bairros históricos.

 

Onde vai parar o trânsito?

A partir da Avenida Mouzinho de Albuquerque, junto ao viaduto que se encontra antes da estação de Santa Apolónia, o trânsito estará cortado, sendo que apenas os transportes públicos podem aí transitar.

 “Quem vem na Avenida 24 de julho, ao chegar ao IADE – Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing, vira em direção à Assembleia da República, não vai até ao Cais do Sodré”, disse Paulo Flor, subintendente da PSP, acrescentando que “todas as ruas interiores, a Rua da Boavista, a Rua de São Bento, que confluem para o interior da cidade”, também serão intransitáveis.

Na zona norte de Lisboa, “o Marquês de Pombal e toda a envolvente” também estará inacessível, sendo que as estradas estarão cortadas entre a Avenida Fontes Pereira de Melo e o Largo do Rato.

Também a Sé de Lisboa e a sua envolvente estará condicionada, isto porque acontecem os casamentos de Santo António. A PSP aconselha todos os que queiram assistir à cerimónia que façam a sua deslocação através dos transportes públicos ou a pé.

A Polícia de Segurança Pública acrescenta ainda que haverá um reforço na entrada e saída da capital, por uma questão de “prevenção”.

 

Transportes Públicos

O Metropolitano de Lisboa terá seis carruagens a circular durante 24 horas, tal como aconteceu em 2017, sem interrupções e com esperas mais curtas. Ainda assim, a abertura de estações fora do horário normal de funcionamento não se aplica a todos os casos.

Na Linha Azul, Reboleira, Amadora Este, Alfornelos, Pontinha, Alto dos Moinhos, Laranjeiras, Parque e Avenida são as estações que irão estar encerradas. Quinta das Conchas, Cidade Universitária e Picoas encerram na Linha Amarela. No que diz respeito à Linha Verde, apenas as estações de Anjos e Intendente estarão fora de funcionamento. Já na linha vermelha apenas estarão abertas seis estações num total de doze, entre as quais: Moscavide, Oriente, Chelas, Alameda, Saldanha e S. Sebastião – recorde-se que a circulação entre o troço Aeroporto - Moscavide já estava suspensa devido às obras na estação de Encarnação.

A Carris também será reforçada, sobretudo a carreira 201 Cais Sodré – Linda-a-Velha e 210 – Cais Sodré – Oriente.

Para quem espera utilizar o comboio as dificuldades poderão ser maiores, uma vez que a CP está em greve.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×