20/11/18
 
 
Mário Machado oficializa candidatura à presidência da Juve Leo

Mário Machado oficializa candidatura à presidência da Juve Leo

DR Jornal i 07/06/2018 13:23

Está marcada uma conferência de imprensa às 15h00

Mário Machado usou o Facebook para anunciar a sua candidatura à liderança da claque do Sporting Juventude Leonina.

No post, Mário machado convida os sócios a estarem presentes na conferência de imprensa que irá dar esta tarde, ás 15h00.

 “Pelas 15 horas termina oficialmente o evento NOS, e vou dar uma conferência de imprensa no local para apresentar a minha candidatura a presidente da JuveLeo. Todos os adeptos do Sporting são bem-vindos ao convívio e conferencia a partir das 15 horas”, lê-se na publicação no Facebook.

“A comunicação social vai estar presente. Fui contactado por um OPC.A PSP vai estar em força no local e a PJ também, estes últimos á civil A segurança do evento está assegurada. Quero desde já esclarecer para que não existam dúvidas que não existirão quaisquer motivações ou atitudes politicas na Curva com a nossa Direção. E como é obvio as minhas convicções ideológicas ficam à porta do estádio de Alvalade e nesse local sou única e exclusivamente um adepto fanático. Por isso mesmo, apesar de ser no mesmo dia e local 2 eventos distintos, são a horas diferentes para se separar interesses e nunca misturar futebol e política. Mas como compreendem por uma questão de economia de tempo e logistica, preferi fazer tudo no mesmo sítio”, explica Mário Machado.

Recorde-se que este conhecido elemento de movimentos de extrema-direita esteve preso 10 anos, tendo sido libertado em maio do ano passado.

Este anúncio é feito horas depois de Fernando Mendes, antigo líder da Juve Leo, ter sido detido, juntamente com outras três pessoas. Em causa estão as agressões na Academia do Sporting, em Alcochete. São suspeitos dos crimes de introdução de lugar vedado ao público, ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada, sequestro, dano com violência, detenção de arma proibida agravado, incêndio florestal, resistência e coação sobre funcionário e terrorismo.

Os quatro homens juntam-se assim aos 23 que foram detidos logo após as agressões a jogadores e equipa técnica do Sporting, em Alcochete, e que se encontram em prisão preventiva. Estes são suspeitos de associação terrorista, sequestro e ofensas corporais agravadas. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×