18/11/18
 
 
Vítor Rainho 07/06/2018
Vítor Rainho

vitor.rainho@newsplex.pt

Oprah Winfrey candidata a Miss América

Estas campanhas contra as mulheres que querem ser mulheres, belas e sedutoras são dignas de um pensamento nazi

É um dado inquestionável: o mundo está muito mais divertido e capaz. Penso mesmo que os Monty Python – de que sou fã incondicional – hoje em dia não teriam qualquer sucesso, pois a realidade ultrapassa, e muito, o humor feito por John Cleese y sus muchachos. Os Estados Unidos, que se tornaram uma verdadeira comédia desde que Trump chegou ao poder, decidiram agora que as concorrentes ao concurso Miss América não serão avaliadas pela sua beleza: “Vamos deixar de julgar as nossas candidatas com base na aparência física”, disse a presidente da direção do concurso, citada pelo “Público”. Gretchen Carlson explicou melhor as alterações e quais os seus objetivos: “[Pretendemos que o concurso] seja mais inclusivo para mulheres que talvez não se tenham sentido confortáveis para participar antes.” Onde é que os Monty Python conseguiriam um sketch destes? O ridículo não tem, de facto, limites nem fronteiras.

Ainda segundo a mesma notícia, o que interessa a partir de agora é o que dizem as concorrentes e quais os seus projetos com “impacto social”. Desta forma, calculo que Oprah Winfrey ou Serena Williams sejam as candidatas com mais hipóteses de ganharem o próximo concurso Miss América.

Para atenuar o pesadelo das feministas, a organização decidiu acabar com os desfiles em biquíni e o do vestido de noite fica ao critério das concorrentes, já que estas podem levar o que as fizer mais felizes, embora a organização não tenha esclarecido se podem ir de burca. Vestidas com as melhores burcas afegãs, as concorrentes não deixariam, seguramente, dúvidas ao júri, e seriam mesmo avaliadas pelo que têm para contar.

Conclusão: o macarthismo, ao pé das mulheres do #MeToo, era uma brincadeira de crianças. É certo que muitas famílias foram destruídas por esse louco que via comunistas – como se eles não pudessem existir – em todo o lado e queria destruí-los à força. Mas estas campanhas contra as mulheres que querem ser mulheres, belas e sedutoras são dignas de um pensamento nazi.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×